Imperador Adriano próximo de jogar no Qingdao Jonoon da China.

Postado em: 23 de fev de 2013.

O atacante Adriano, o Imperador, pode estar prestes a conquistar mais um país dentro do futebol, como já fez no Brasil e na Itália. O jogador, de 31 anos, atualmente sem clube, está próximo de acertar sua transferência para um clube do futebol chinês, o Qingdao Jonoon, da primeira divisão local.
A negociação envolvendo Adriano e Qingdao está sendo intermediada pela empresa de marketing Nihao Soccer, que faz a ligação entre o mercado chinês e o futebol brasileiro. Ela também representa empresas chinesas dentro do marketing esportivo no Brasil. Adriano se reunirá com os dirigentes neste sábado (23) para acertar as bases salariais com o Qingdao.
No entanto, Adriano ainda precisa correr contra o tempo. A janela de transferências do futebol chinês se fecha em 28 de fevereiro. Com isso, acerto e exames médicos devem acontecer em até uma semana.
Marcus Trigueiro confirmou que o acerto de Adriano está perto de acontecer, mas que ainda há algumas questões a serem resolvidas:
– O grande entrave é que os exames médicos precisam acontecer. Faltam questões de valores, também. Uma vez que isso se acerte, precisamos agilizar tudo até o dia 28.
Além da Nihao Soccer, a negociação também está sendo intermediada por Bing Chang Bao, atacante chinês de 24 anos. O jogador, que já teve passagens por Vasco, Barra Mansa, Búzios, Portuguesa-SP e Paulista, é o primeiro chinês a atuar profissionalmente no Brasil, país em que está desde os 15 anos de idade. Hoje, o atacante é “embaixador” da Nihao junto às empresas brasileiras.
Ao firmar negócio com o Qingdao, Adriano poderá jogar ao lado de outro brasileiro: o atacante Bruno Meneghel, de 25 anos, revelado pelo Vasco e com passagens por outros clubes do Rio de Janeiro, como Bréscia e Resende. O Qingdao, da cidade de mesmo nome, foi o 13º colocado na última edição do Campeonato Chinês.
Carreira de altos e baixos
O último clube de Adriano foi o Flamengo, em 2012. No entanto, o atacante sequer entrou em campo em sua terceira passagem pelo Rubro-Negro. Ele se envolveu em polêmicas como faltas a treinamentos. Em novembro último, ele acabou dispensado após não comparecer a seguidos treinos. Ele já colecionara saídas conturbadas do Corinthians, ainda no início do ano, do próprio Flamengo e da Roma, da Itália.
Os grandes momentos da carreira do Imperador aconteceram na primeira metade da década passada. Revelado na Gávea, Adriano ganhou o futebol italiano após boas atuações por Fiorentina, Parma e, principalmente, Inter de Milão. Nos Nerazzurri, venceu quatro vezes a Liga Italiana. Já em baixa na Europa, em 2008, voltou ao Brasil, onde defendeu o São Paulo. Um ano mais tarde, retornou ao Flamengo, onde brilhou e venceu o Brasileirão de 2009, no qual ainda terminou como o maior artilheiro, com 19 gols marcados.
Com a Seleção Brasileira, Adriano disputou 48 jogos, com 27 gols. Ele disputou a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha e foi peça crucial nos títulos da Copa América (2004) e da Copa das Confederações (2005).
Fonte: Fut Rio

O que vocês acharam Nação? Comentem sem precisar de cadastro (Nome/URL ou Anônimo)!

Veja também

Comentários não são permitidos.