A diferença.


Pode ser que alguém não concorde, mas no futebol, muitas vezes, um único jogador pode representar a mudança da água para o vinho. Este elenco do Flamengo me parece de razoável para bom, e o time, bom. Claro que se o elenco fosse mais robusto, melhor. Na necessidade de substituir uma peça ou outra, não haveria tanta perda técnica. Enfim, o que temos de elenco está aí. Não é uma maravilha, mas pelo que os outros clubes brasileiros apresentam, também não é de causar vergonha.
O panorama fica melhor quando analisamos somente o time principal. Ainda não é para o torcedor apostar que dá para brigar por um Campeonato Brasileiro, mas comparando-se ao que se vê por aí, é até animador.
Tomara que os dirigentes do Flamengo acreditem no que foi transmitido por Vanderlei Luxemburgo com relação à contratação de um baita meia armador. Não tenho nenhuma dúvida de que um time que hoje é nota seis, como que num passe de mágica, com a presença de um único jogador, pode virar nota nove.
Em síntese, qualquer sacrifício é válido para contratar um Montillo ou um Conca. O custo/benefício, por mais cara que seja esta contratação, será espetacular. O Flamengo vai mudar de turma, e isto não tem preço…
Será que é tão difícil ver isso?

Fonte: Blog do Kleber Leite

Veja também