Corinthians mantém negociação em silêncio por Conca.

Os dirigentes do Corinthians não fazem qualquer tipo de alarde sobre Conca, mas nos bastidores seguem na busca do argentino. Os alvinegros demonstram confiança de que a negociação poderá terminal em final feliz, apesar do interesse de Flamengo, São Paulo e do próprio Fluminense, que não parece disposto a liberá-lo.
O primeiro passo do Timão foi o de conversar com Celso Barros. A busca pelo aval da Unimed, ex-parceira e responsável pela maior parte do salário do jogador, foi feita por pessoas ligadas ao presidente Mário Gobbi Filho. Com o ‘ok’ do dirigente, o clube procurou o jogador e sondou meta salarial e tempo de contrato. Com mais um ‘ok’, foi a vez de tentar a terceira – e última – parte, o Fluminense.
Como era previsto pelos corintianos, o clube carioca tornou-se o principal obstáculo para a concretização do sonho de contar com Conca, algo que os dirigentes paulistas mantém como meta. Apesar das dificuldades, a possibilidade ainda é tratada como possível no Parque São Jorge. Há quem garanta ainda que a oferta do Corinthians é superior aos valores oferecidos pelo Flamengo.
– Temos que ser realistas. Todos sabem da importância desse atleta (Conca) para o Fluminense. (…) Temos que tratar com cautela e dentro da realidade do futebol brasileiro. Não podemos prometer nada ao torcedor corintiano, pois sabemos da importância desse atleta para o Fluminense – afirmou Edu Gaspar, à TV Band, sem esconder o interesse nem a dificuldade de trazê-lo.

Fonte: Lancenet