Guerrero ou Vizeu? Veja a comparação entre os dois centroavantes do Fla em 2016

Este ano o técnico Muricy Ramalho ganhou uma opção com as boas entradas do jovem atacante Felipe Vizeu. Destaque da Copinha, o atleta formado na base se tornou reserva imediato do Paolo Guerrero. A torcida já começa a tratar a promessa como novo xodó e pedi-lo no time titular. Entramos na polêmica e apresentamos agora um raio X detalhado de cada um.

Felipe Vizeu

Com 19 anos e 1,84m, tem como principal característica a presença na área. O mapa de calor, que revela a movimentação em campo, mostra que Vizeu participa mais pelo centro da área, por vezes caindo pelo lado direito. Durante a temporada o atacante jogou 209 minutos em três torneios, sendo duas vezes como titular e quatro saindo da reserva.

Ao todo foram três gols. Sendo dois dentro da grande área em jogadas iniciadas pela direita, com um deles de cabeça e outro em rebote. Seu primeiro tento saiu de mais uma bola que sobrou em jogada da esquerda, mas agora dentro da pequena área. Todos com a perna esquerda. Os dados mostram como o jovem aproveita as oportunidades como um centroavante clássico.

Nesse período foram quatro finalizações certas e cinco erradas, com uma média de um gol a cada três. Ficou duas vezes impedido, recebeu cinco faltas e cometeu apenas duas. Sua presença defensiva é mais restrita ao campo de ataque.

Paolo Guerrero

O peruano de 32 anos e 1,85m, apresenta uma versatilidade maior. Seu mapa de calor mostra forte movimentação pelos lados ofensivos, principalmente na direita, de onde saiu a maioria dos gols em 2016. Também há participação na defesa, voltando para ajudá-la. Foram 1064 minutos em campo (cinco vezes mais que o jovem) com 12 presenças, sendo todas como titular e substituído em duas ocasiões.

Foram seis gols. Quatro deles dentro da área, sendo dois em jogadas pela direita, um pela esquerda e outro em lance individual. Outros dois foram de fora da área, um com passe da direita e outro em jogada individual. Três saíram de chutes com a perna direita, um com a esquerda e dois de cabeça. Os números mostram maior presença em várias partes do ataque.

Ao todo foram 17 finalizações certas e 15 erradas, média de um gol a cada cinco. Nesse período ficou impedido 16 vezes, prova de como às vezes fica isolado. Cometeu 35 faltas, desarmou quatro vezes, sofreu 22 faltas e recebeu quatro cartões amarelos.

Todos esses dados mostram que Guerrero continua sendo peça chave no time, mas que o jovem Vizeu merece atenção e que tem uma forte presença ofensiva. Cabe à torcida ter paciência e apoiar ambos.

Fonte: Goal

  • Acho que os dois se completam nesse ataque, tá na hora de mudar o esquema e testar os dois juntos já no próximo jogo poupando os titulares:

    Muralha – Chiquinho – L.Duarte – C.Martins – Pará – Ronaldo – Canteros – L.Paquetá – A.Patrick – Guerrero – Vizeu

    • proximo jogo Guerrero estará com a seleção peruana!

  • Que bosta. O menino so ta comecando, precisa de um atacante absoluto pra pressão não atrapalhar sua transição.

  • Que comparação inutil!

  • Vou defecar aqui no PC e mandar pra Coluna. Publicam qualquer merda mesmo.

    • Olá Ronny, concordando ou não, obrigado por participar!

      Saudações.

  • tanta coisa pra mudar no time e vcs vem com essa comparação entre o guerrero e o vizeu que e imensa, o guerrero e otimo atacante e o vizeu esta começando e não e isso tudo e um hernane melhorado, tem que mudar o walace, sheik e cirino e não o guerrero.

    • O sheik esta uma agua!

Comentários não são permitidos.