Marketing do Fla explica como vai recuperar patrocínios e o que espera da Caixa

O vice de marketing do Flamengo, José Sabino, e o diretor da área, Bruno Spindel, detalharam a busca do clube para obtenção de patrocínios ao longo de 2016 e responderam aos questionamentos do EXTRA através do Departamento de Comunicação.

O Flamengo possui hoje acordos com a Caixa Econômica e a TIM, que juntas pagam cerca de R$ 35 milhões por ano, mas tenta buscar novas empresas parceiras com a saída da Jeep e da Viton 44, que rendiam quase R$ 25 milhões, além de aumentar os valores vigentes em novos contratos. Em 2015, o Rubro-negro chegou a arrecadar quase R$ 90 milhões em patrocínios com as marcas e a fornecedora Adidas. Nesta sexta-feira, o clube anunciou parceria pontual com a Konami para exibir a marca PES no jogo de domingo contra o Bangu. A empresa já tem um contrato de exclusividade no jogo de vídeo-game que rende boa quantia para o clube.

EXTRA: Como o Flamengo espera se aproximar em 2016 da quantia obtida em patrocínios dos anos anteriores? Já é possível dizer que a camisa vai valer menos esse ano? Quais são as medidas para que exista uma compensação em outras frentes?

R: A área de marketing do Flamengo trabalha de forma ininterrupta para conquistar novos parceiros comerciais. E acreditamos que a visibilidade que o Flamengo tem, seus valores, os bons relacionamentos no mercado, o posicionamento de nossa marca e a credibilidade conquistada nos últimos anos são ferramentas de venda poderosas e que estão dando resultados.

EXTRA: O Corinthians fechou o acordo de maior valor com a Caixa Econômica (R$ 30 milhões), mas o Flamengo não teve quebra de contrato. O clube considera seu acordo mais vantajoso, sobretudo pela exposição menos numerosa do patrocinador na camisa?

R: Temos uma relação de longo prazo e de muito sucesso com a Caixa Econômica Federal, que é uma de nossas maiores parceiras. Sempre tivemos o feedback de que éramos o parceiro que oferecia o maior retorno. Vamos procurar entender o que podemos fazer de melhor para gerar mais valor para as duas partes, aumentando o valor do patrocínio e o retorno para a Caixa.

EXTRA: A Caixa e a Tim estão em quase todos os clubes. Há negociações para que novas empresas façam contratos exclusivos? Qual o prazo ideal desejado pela diretoria para novos acordos?

R: A crise em que se encontra o país criou inúmeras dificuldades na área. Por outro lado, entendemos que se abriu uma janela de oportunidade para que outras muitas aproveitem o retorno oferecido pelo clube. Dada a evolução das conversas que temos tido com um universo enorme de empresas e agências, entendemos que essa janela vai ser fechar rapidamente em todas as nossas propriedades de uniforme.

EXTRA: Há possibilidade de acordos pontuais, por jogo, para que os recursos sigam entrando mesmo sem uma patrocínio de longo prazo? Como o firmado com a Konami e a marca PES para o jogo com o Bangu?

R: Obviamente, o prazo através do qual os patrocinadores obtém o maior retorno do patrocínio é de três a cinco anos. Mas nem sempre as empresas iniciam as parcerias dessa forma. Um casamento sempre começa com um namoro. Assim, construímos também parcerias e patrocínios de prazo mais curto, mas sempre com a intenção de gerar o maior retorno possível para os patrocinadores e procurando construir relações duradouras, estáveis e de longo prazo.

EXTRA: A camisa hoje tem espaço livre na manga, nas costas e na barra inferior. Como o clube pretende preencher as lacunas com os patrocínios em negociação? Uma marca poderá ficar com todos os espaços restantes ou será preservado algum para patrocínios pontuais, estilo “spot”?

R: Não revelamos a estratégia de posicionamento para possíveis patrocinadores na camisa do Flamengo.

Fonte: Extra

Veja também

  • Tem uns caras aqui que se dizem flamenguista mas tá sempre torcendo contra. Nada tá bom…o Marketing não presta, a administração não presta, o EBM não presta, o time não presta, o técnico não presta, o PV não presta e por aí vai… tá loko !!!
    Todos os dias eu leio comentários sempre dos mesmos revoltados falando mal de alguém ou de alguma ação no clube.
    Deve de ter algum clube 100% em algum lugar pra esses caras estarem vendo e querem o mesmo no mengão…só não sei onde, mas deve ter sim.

    • Isso ae cara.

      Tem torcedor muito chato cara
      Vc lembrou aí q estão pegando no pé do PV, um goleiro muito bom, prata da casa muito elogiado por torcedores rivais mas alguns torcedores acha q não presta.

      Com essa crise não é fácil conseguir patrocínio mas o clube está fazendo sua parte e logo mais teremos mais parceiros

  • Meu sonho e ter somente uma empresa

  • E o extra?, quando eles fazem o que tem que fazer eu paro e bato palmas.

  • É simples meus amigos, o Flamengo vai voltar a ganhar mais que o Corinthians quando começar a ter os mesmos resultados em campo que eles têm.

    O Corinthians vem disputando e ganhando títulos de expressão desde 2010, com consistência. Mal ou bem, eles estão sempre na parte de cima da tabela do brasileirão, sempre disputando Libertadores.

    Não tem como comparar, o Flamengo vem muito mal nesse sentido.

    Então eu acho natural que eles recebam mais nesse momento.

    • Não ia entrar nessa discussão sobre patrocínio mas seu comentário está corretíssimo.

      Sou flamenguista pra caralho e também fiquei chateado com o fato da Caixa pagar mais pro Corinthians.Mas,como vc disse bem,os resultados deles em campo são muito melhores não apenas que os do Flamengo,mas de todos os demais clubes nos últimos anos.Tenho certeza que com o trabalho sério que vem sendo feito o Fla disputará com o Corinthians o topo do futebol brasileiro,mas isso ainda não aconteceu.

      Se olharmos os outros grandes clubes vamos perceber que ninguém conseguiu grandes contratos.E alguns estão até sem patrocínio master.As exceções foram justamente o Corinthians e o Palmeiras,que também é um caso a parte porque o dono da Crefisa é palmeirense fanático.Ou seja tá ruim pra todo mundo.

  • Lembrei de uma coisa,Patty Amorim,recebeu o Flamengo ,campeão do Brasil 2009,com patrocinio da Bozzano/mangás,Ale/principal.Patty devolveu ao Bandeira, sem Patrocinador principal, e BMG/mangas.Vejam como a gestão da Patty foi ruim até nisso, recebeu um time com Patrocinadores, campeão, e depois ficou mais de um ano sem nada.O legado dos ex presidentes foi muito ruim até nisso.Vida longa aos Azuis, principalmente, os originais, e o Bandeira.

  • Pois é tem gente q ainda ,não sabem dos legados do Bap,q foram contatos,aproximação com empresas,empresários, e por fim Contratos Assinados.Podem questionar o temperamento mais forte dele,mas tá fazendo falta no marketing, ainda mais nesse momento difícil (q tem perspectiva negativa,inclusive ano q vem).

  • Fazer o que se os caras são corintianos? A própria caixa falou que o Flamengo é o que da mais retorno mas eles continuam pagando mais para o curintians

  • Coitados daqueles q acham q marketing é só patrocínio kkkkkk

    • Um setor e marketing esportivo que não consegue captar patrocinadores é como um time de futebol que não consegue marcar gols.

      Futebol não é só gols, mas sem gol não há vitórias.

  • Futebol e marketing no Flamengo a muito tempo deixam a desejar.

    • Markting Nunca existiu!

  • O Flamengo, mesmo com o BR em crise financeira e fora da Libertadores, não pode receber menos que os demais. O ponto é que somos a marca mais valiosa do futebol brasileiro, o clube de maior visibilidade, foi a BDO que divulgou esse estudo. O Palmeiras é uma exceção porque os patrocinadores são peppas doentes, mas receber menos que o time estatal de SP não dar. Vamos torcer para que em 2017 essa situação já esteja invertida.

    • Vinicius, sinceramente, eu acho isso questionável e subjetivo. Tem que parar com esse discurso raso.

      A verdade é que o Corinthians, hoje, entrega muito mais em campo que o Flamengo. Eles disputam e ganham título importante todo ano, têm sido muito mais mais consistentes que o Flamengo. E isso tem 6 anos já, não é de agora.

      Então eu não fico surpreso e nem revoltado com o Corinthians receber mais que o Flamengo.

  • Seria bom também se os meiões fossem aproveitados, não fica feio, é uma questão de aparência. Uma empresa como a Netflix que tem a logomarca vermelha, por exemplo, combinaria.

  • Tá mas e resultado? Falou muito mas resultado concreto até agora apenas esse contrato pontual com a Pes. Profissionais vivem de resultado também, se o resultado não aparecer tem que trocar,

  • Falou falou e n disse nada. Que falta faz o Bap

    • Amigo qual a empresa o BAP trouxe mim fala uma ?

      • A crise tá foda .mais assim msm o fla vai fechar todos os espaços da camisa . qual clube tem patrocínio hj..da pra contar no dedo ..se nao fosse a caixa todo mundo tava lascado

        • Mas a questão principal não é a crise amigo, todos estão sofrendo com isso; a questão é receber menos que alguns.

          • Ano passado o Flamengo recebia msis cara e ninguém dos gambás falavam nada, para vom esta mania de grandeza. Sejamos humilde e o importante é a extruturação que o vlube está passando.

      • Sky para o basquete, Peugeot, Jeep, Guaraviton e Caixa pro futebol, auxíliou no novo contrato de transmissão, modificou algumas cláusulas do contrato com a Adidas que rendeu bons frutos ao flamengo, modificou algumas cláusulas do contrato com os EUA, para a olimpíada… Tá bom ou quer mais?

        • Só falou verdades.

        • Esqueceu de falar do Sócio Torcedor..kkkkkkkkkk

      • Responderam aí

    • Ia dá no mesmo com ou sem ele.

Comentários não são permitidos.