Em visita à Casa Flamengo, Olivinha elogia espaço e assegura esforço no Estadual: “Temos que começar com pé direito”

A Casa Flamengo recebeu, na última segunda-feira (15), a visita de Olivinha. O ala-pivô chegou ao local acompanhado de sua esposa e assistiu a partida entre Brasil e Nigéria, que terminou com vitória da equipe comandada por Rubén Magnano, por 86×69.

O jogador teceu elogios ao espaço criado pelo clube para os torcedores aproveitarem os Jogos Olímpicos:

“Esse espaço que o clube está disponibilizando é bem legal. Logo ali na entrada tem alguns troféus e eu fui logo matar um pouco da saudade da Copa Intercontinental. O espaço tem várias TVs e dá para assistir vários esportes de forma simultânea. A torcida pode comparecer e acompanhar tudo com a presença dos atletas.”

Olivinha avaliou a experiência das Olimpíadas como positiva e citou a importância do legado norte-americano para o Flamengo:

“Para mim está sendo uma experiência muito boa. Poder acompanhar os Jogos Olímpicos na minha cidade é algo único. Sem contar o legado que, para nossa equipe, vai ser excelente. Nós treinamos na Gávea e o ginásio foi reformado. Ainda não fui lá, mas vi pelas redes sociais que colocaram piso novo. Isso vai nos ajudar bastante. A equipe dos Estados Unidos tem usado o ginásio e vi que o Jimmy Butler elogiou. Disse que melhorou bastante desde a última vez que ele treinou no Flamengo. Nós temos que aproveitar esse legado que a delegação americana vai deixar no Fla. Espero que nos traga bons fluidos.”

O xodó da torcida projetou o início da temporada e falou sobre a partida contra o Vasco, marcada para o dia 03 de Outubro, às 20h, no Maracanãzinho.

“Desde o retorno do Vasco, tive várias recordações dos tempos que joguei contra eles, tanto nas categorias de base, como no time adulto, na época do meu irmão e do Oscar. Vejo com muita felicidade essa volta. Eles montaram uma equipe boa, contrataram David Jackson, Murilo e Nezinho. Nós temos uma equipe forte e vamos buscar o título carioca. Espero que a gente possa fazer um grande trabalho. Jogo contra o Vasco eu sempre vou encarar como final de campeonato. A torcida pode ter certeza de que vamos dar a vida em quadra, porque ninguém quer perder esse jogo. Sabemos da cobrança e estamos preparados. Temos que começar com pé direito.”

Olivinha ainda autografou duas camisas que ficarão disponíveis para sócios-torcedores do clube. Uma é do FlaBasquete e a outra do Nação Rubro-Negra. Os STs poderão usar seus pontos de fidelidade para resgatá-las pelo próprio site do NRN.

Fonte: Garrafão Rubro-Negro