Fla pressiona políticos por Maraca e vê Deodoro e Engenhão como ‘últimas opções’

O Flamengo corre contra o tempo para mandar seus últimos jogos do Brasileiro no Rio. Com o fim da Rio 2016, o clube pressiona autoridades e o comitê para liberarem o Maracanã o quanto antes, mas corre em outras frentes. Com a possibilidade de jogos no estádio apenas em novembro, o Engenhão e o estádio de rúgbi de Deodoro são opções. O cenário politico, com eleições municipais, faz o clube conversar com todos os candidatos para fazer valer sua vontade. A licitação do Maracanã está prevista para maio, mas o Flamengo já se colocou junto ao Fluminense e a empresa CSM, que administra seus programas de sócios, para concorrer.

– Se liberaram o Maracanã para a Ferj, espero que o Rio 2016 homenageie a população carioca permitindo que o Flamengo volte a ocupa-lo no próximo mês – disse um dirigente do clube que negocia um acerto.

Enquanto isso, o Flamengo conversa com a Prefeitura para usar o Engenhão, mas emperra na má relação com o Botafogo, que negou oferta financeira do Flamengo.

– Nós fizemos uma consulta à Prefeitura sobre a possibilidade de utilizar o Engenhão nos próximos meses por entendermos que o estádio seria devolvido à Prefeitura após os Jogos Olímpicos. Fomos informados que isto não aconteceria e então a Prefeitura se colocou à disposição para intermediar uma conversa com o Botafogo, o que de fato aconteceu – falou o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

O estádio em Deodoro passa pelo dialogo com o Exercito e o Ministério do Esporte, e requer obras emergenciais para uma capacidade reduzida de 15 mil pessoas. Internamente, é visto como última opção caso o plano A, o Maracanã, não vingue.

– Deodoro seria para poucos jogos na ausência de outro estádio no Rio – explicou um dos rubro-negros a frente do assunto.

Atualmente, o clube manda seus jogos em Cariacica (ES). Mas quer estar perto de sua torcida carioca na reta final. Em suma, o Maracanã segue como plano principal.

Fonte: Extra

Veja também

  • Dividir com o florminense?

    Alguém aqui dividiria apartamento com um traveco pobre e metido a besta?

    • Se eu estivesse fudido com uma divida alta, dividiria sim.

  • tem que mandar esses politicos fdp tomar no cú, eles so fazem algo por interesse proprio, essa praga que e o rio 2016 e cheio de frescura, tira logo aqueles adesivos e libera o estadio, se quiser eu vou ajudar.

    • Não precisamos do maracanã, se sairmos da disputa ele fechará.

      • claro que precisa, o fla tem estadio? vamos entrar e vencer essa licitação. o maracanã tem que ser do flamengo. e certeza absoluta que o maracanã fechará sem o fla.

        • Por esse pensamento não temos um estádio até hoje. Estádio caro, com custo de operação elevadíssimo… Prefiro não dar dinheiro a corruptos.

          • isso mesmo maraca n e viável infelizmente quem for adminstrar ele tem q fazer uma grande jogada pra dar certo os investimentos.

  • Imagin esse estádio com cadeiras e pilatras rubro-negras… seria lindo demais, pena que é conto de fadas e nunca consigamos administrar esse elefante branco por culpa do governo.

  • Que rolo…sei não…poderia no caso fazer um acordo com o Flor então…e mandar jogos menores para Edson Passos. Não seria melhor? Ficar dependendo de alguma coisa do chorão do RJ, esquece. Deodoro ainda tem que ver com os milicos, e tal…e 15 mil, meu é muito pouco…VR não seria melhor então que Deodoro? Na questão de publico mesmo não enchendo. Se o Fla pegar o terreno em Deodoro para construir um Estádio, ou puder ampliar esse público para 30/40 mil, ai sim vale a pena a meu ver…sei não, fiquei meio decepcionado.

    • Amigo, o Edson Passos cabe 10 mil pessoas.

      Já VR, são 3 horas de ônibus, menos tempo do que ir pra Cariacica ou São Paulo de avião.

      • Vdd. Eu fiz essa reflexão, para acabar com essa de depender de Faísca. VR o foda é o publico, mas acho que mesmo não lotando, ainda tem media melhor…acho que seria umas…pensando-se em logística é mais jogo que Cariacica.
        A diretoria deu mole nessa…erro de Planejamento.

        • São 6 horas dentro do busão, aí não dá.

          • Ai tem que fazer um revezamento com os jogadores para evitar um desgaste maior. Seria para jogos menores e os mais fortes em Cariacica ou Maracanã.

        • 50 minutos de avião rj vitoria

          • + 2 horas o aeroporto

Comentários não são permitidos.