Perto de um desfecho? Situação do Maracanã é avaliada como “viável”

O Governo do Estado do Rio de Janeiro encomendou junto à Fundação Getúlio Vargas (FGV) um estudo para analisar a “viabilidade” do estádio do Maracanã. De acordo com o blog Bastidores FC, o resultado foi entregue e com um parecer favorável.

A análise sugere algumas medidas factíveis como redução de jogos deficitários, adequação do quadro de funcionários e buscar redução de custos com empresas terceirizadas, o que deve ser facilmente realizado, o que parece explicar o otimismo do presidente Bandeira em sua última declaração sobre o caso.

Sequência dos fatos

Este estudo era o que faltava para ser decidida a situação do estádio. Pelo que tudo indica, uma nova licitação está fora de cogitação e o governo do Rio deve repassar a concessão para uma das duas frentes que brigam por ela, a CSM, com quem o Flamengo já tem um acordo de gestão ou a francesa Lagardère.

A diretoria rubro-negra já deixou claro várias vezes que, caso a gestão seja repassada à empresa francesa, o Flamengo não mandará seus jogos no Maracanã. Agora, resta aguardar o andamento do caso, que parece estar cada vez mais perto de um final, possivelmente feliz.

Assista à entrevista exclusiva com Alexandre Wrobel, Vice-presidente de Patrimônio do Flamengo:

Você é favorável ao Flamengo assumir em definitivo o Maracanã? Opine abaixo!

 

Veja também

  • O Flamengo tem que esquecer o Maracanã…
    Aquele maraca rubro negro, acabou! Depois de tantas reformas, o estádio perdeu a mística.
    Temos que aproveitar esse contrato de 6 anos com a Portuguesa para criarmos fôlego e construirmos nosso Estádio.
    O nosso alçapão…a nossa casa.
    Este estádio é do Estado…e o Estado que morra abraçado com ele.
    Seis anos é tempo suficiente e passa rápido…
    Essa é minha opinião. Esqueçam o Maracanã e construa a Arena da Nação!

    • Cara, eu também pensava assim como você, mas analisando profundamente os fatos e depois de ler algumas entrevistas de especialistas, cheguei a conclusão que a construção de um novo estádio deve ser realmente a ultima opção. Só seria a primeira opção se o Flamengo tivesse o dinheiro para construí-lo sozinho, o que é uma utopia nos dias de hoje. O maracanã tem ótima localização, além de ter trem e metrô na porta. Existe um projeto dentro do flamengo para criar uma “geral” atrás dos gols, se não me engano. Tem tudo pra dar certo. Só queria mesmo que o maraca pudesse ser padronizado com as cores do flamengo, igual o que o faísca está fazendo no engenhão.

      • Pois é, Bap.
        Mas a gente sempre vai ficar à mercê do Estado…ou de quem vier administrar com a gente. E, no final, o estádio não vai ser nosso. Tem maneiras viáveis de se levantar um projeto destes…o próprio naming rights, já pagaria boa parte deste investimento. Não podemos ser megalomaníacos com estádio pra 100 mil…temos que ter um estádio compatível com a realidade brasileira…com a realidade do Rio.
        Acho que, se ficarmos “reféns” dos parceiros de construção por alguns anos, diferentemente, do que ocorrerá no maraca, no fim, a Arena será nossa.
        Se ganharmos essa concessão, sempre que o Estado quiser, ficaremos sem casa…assim como aconteceu agora…até mesmo com aconteceu com o faísca.

  • Bandeira para Governador do Rio 2018

Comentários não são permitidos.