A pré-temporada dos nossos sonhos

Em 2017 estamos vivendo a pré-temporada dos nossos sonhos, nem me lembro a última vez que fiquei tão animado por uma temporada como este ano. Isso graças a diversos frutos que o clube tem colhido após muitas mudanças.

Bom, você pode lembrar do ano passado quando estávamos montando um elenco e ainda teve a chegada de Muricy no comando que animou a todos, porém este ano é um ano simbólico, de um novo tempo no Flamengo. Como disse em diversas colunas que fiz ano passado, 2017 será o ano que iremos começar a colher EM CAMPO os frutos de uma boa gestão, finalmente poderemos usufruir das melhorias feitas no futebol, financeiro e estrutural do clube.

Essa pré-temporada deve-se muito ainda ao trabalho que já tinha se iniciado em 2016, onde foi implementado o CEP (Centro de Excelência e Performance) em uma parceria com a EXOS, empresa de excelência que faz a análise e estudo da performance de cada jogador. Com isso no final do ano, mesmo tendo sido o time que mais viajou durante a temporada, comemoramos o fato de ter sido o time com menor número de lesões no ano. E lembrando que tudo isso ainda foi no CT improvisado e assim como o CEP, o CT também já é uma referência, um dos motivos pelo qual Conca veio para o clube.

Outro bom motivo foi a manutenção do elenco, em 2016 renovamos praticamente por completo o elenco e tivemos um treinador novo, foram diversas contratações e muitas saídas, a manutenção de uma boa base do elenco e a permanência do técnico faz com que o bom trabalho feito no ano passado continue. A permanência do técnico Zé Ricardo no comando também é importante, mesmo as vezes não concordando com suas escolhas para as partidas, sua permanência é importante pois mantem uma filosofia de trabalho e o possibilita concertar as falhas cometidas ano passado, vale lembrar que Zé Ricardo pegou o time em um momento difícil e conseguiu mudar totalmente sua cara.

Ter um lugar no Rio para jogar é outra coisa boa que teremos para este ano, uma solução prática para se proteger da falta do Maracanã, coisa que já deveria ter sido feita ano passado, porém só foi possível para 2017 em diante. Evitar as diversas viagens que toda semana tirava o tempo dos treinos, com a Libertadores começando somente em março, o carioca não se torna um calvário como foi ano passado, e sim pode servir de preparação para a Libertadores e Brasileirão, em suma teremos quase 2 meses de pré-temporada antes das competições mais importantes começarem.

E por último, mas não menos importante, a chegada de novos reforços e saída de algumas pedras no sapato. Mesmo tendo sido até agora somente 3 contratações, elas trazem uma grande melhoria ao elenco, lembrando também que a janela de transferência no meio do ano pode trazer novos reforços e ainda melhores, contando também com a possibilidade de saída de alguns nomes já especulados para venda.

Bem sabemos que pré-temporada não define nada, porém quanto melhor começarmos, melhor terminaremos.

Twitter… Siga-me os bons! 

Matheus Gonzaga. SRN!

  • Vamos ver se vai dar resultado mesmo.
    Estou muito descrente, acho essa diretoria fraca no futebol e não sei que vantagem foi trazer Conca todo bichado!
    Esse terceiro lugar no Brasileiro mascarou muita coisa!

  • Seria a melhor pré temporada possível, se num treinamento uma contusão dupla !! Caramujo e Gabilixo !!

  • Já foram:
    1.Paulo Vitor mãos de alface
    2.Chiquinho
    3.Alan Patrick vagalume
    4.Sheik vovó
    5.Fernandinho
    —-
    Falta agora:
    6.Cirino
    7.Gabriel

    Temos que contratar 2 atacantes.
    Berrio e Tardelli ou Vargas

    • Esqueceu o Pior de todos MA !!!

  • As condições da atual pré-temporada são inéditas, possivelmente as melhores que o clube já teve, e vamos ver o resultado mais pra frente. Se vai se traduzir num melhor desempenho em campo e mais um ano de poucas lesões, o tempo vai dizer. Não é um amistoso depois de 10 dias de trabalho, com ênfase na preparação física, que vai determinar o que esperar desse time. E digo isso como alguém que já criticou diversas vezes as escolhas do Zé Ricardo e a falta de variação tática da equipe.

    Pra mim, o jogo contra o Vila tinha três objetivos: dar ritmo aos jogadores, buscar pôr em prática o que foi trabalho nos treinos e observar atletas pouco utilizados. Pensando dessa forma, foi extremamente útil. No primeiro tempo deu pra tirar de positivo a troca de posição constante dos jogadores. De negativo (ou que pode melhorar), que faltou profundidade pelo lado direito, pois o Mancuello não vai à linha de fundo e quando centraliza precisa que o Pará ou Willian Arão infiltrem pelo corredor, o que aconteceu pouco. Também achei que com o novo posicionamento do argentino o Diego acabou ficando muito preso à faixa central ou restrito ao lado esquerdo, facilitando a marcação em cima dele. Esse encaixe dos dois deve melhorar com o tempo, assim como a coordenação do ataque pela direita, e testes como o de ontem servem pra isso.

    No segundo tempo, com o Vila Nova mais cansado e menos fechado na marcação, o que também se deve às características dos reservas que entraram, que abriram mais o campo, houve mais espaço pra jogar e deu pra fazer boas observações. Por exemplo, que o Ronaldo tem uma qualidade absurda e não pode ser a última opção entre os volantes ou que o Adryan deve ser melhor aproveitado. Thiago (goleiro) e Trauco também mostraram personalidade. Rodinei pareceu melhor fisicamente. E o resultado? É o que menos importa. Quando a temporada começar, sim. Em competições importantes, sim. Ontem, num jogo treino, não.

    • Jonny Belíssimo Comentário, observei a mesma coisa, a troca de posições a flutuação de Mancu. Também percebi isso da direita está menos coordenada. Mas gostei, vi muita gente Infiltrando: Everton, Arão, Mancu. Gostei e nem treinaram tanto. Ronaldo é um volante excelente, não o vi direito, mas o comentários são excelentes. Adryan deixou uma excelente impressão. O moleque é muito melhor que Gabriel e Cirino. Ambos podiam sair. A Chapecoense seria um bom lugar para o Gabriel.
      Resultado vem a médio e longo prazo.

  • O FUTEBOL BRASILEIRO ACABA ESSE ANO.
    Acabou a graça. A partir de ano que vem então, só vamos ter um pouco de emoção na Libertadores, e daí sim no Mundial, uma emoção maior.
    Mas a nível brasileiro, haverá algo pior que “espanholização”, porque lá ainda são 2 times na frente com níveis semelhantes. Aqui não. E não caiam na conversa dessa imprensa paulista, Palmeiras estão LONGE do potencial rubro-negro. Lá, foram feitas coisas ótimas em algumas áreas, que vão ajudar a deixar o Palmeiras mais auto-sustentável, quando o Mecenas parar de por grana. MAS está longe da gestão rubro-negra, que é puro talento e experiência de várias pessoas juntas e geriram de forma excelente quase todas as áreas. O Flamengo pagar quase 700 dívidas trabalhistas e ficar só com 2 chega a ser caso de estudo em MBA. Para quem tem afinidade com matemática, se por no papel alguns cálculos rápidos, chega à conclusão que teremos meio bilhão de faturamento anual em 2021. Daí eu quero ver o choro.

  • Analisando o time do ano passado q éo mesmo q esse agora, o Fla é um time q faz poucos gols e tem um ataque ruim, se a gente levar 2gols não consegue virar, o ataque é ruim, mas a gente joga com 3 atacantes eo miolo fica exposto, pra vencer jogos precisaríamos não tomar gols ou no máximo tomar 1, então seria melhor fechar, jogar com 1a mais no meio e com 1 atacante a menos fechando a entrada da área, o Mancu ao invés d ter jogado na ponta deveria ter jogado mais centralizado eo Diego caindo pelas pontas na hora d atacar, aí defenderíamos com 1 a mais no meio ao invés d ficar tudo exposto, mas acho q o Zé não vai mudar esse esquema q detona principalmente o 1ºvolante, se o Rômulo se mandar mais doq o MA, será mais criticado doq o MA, sem o pessoal perceber q éo esquema q é furado, se chegar atacantes melhores melhora só um pouquinho, tomamos 2gols do Inter, dos Gambás, do Galo, do Coxa no 2ºturno e não vencemos nenhum desses jogos, esperar q as coisas irão mudar sem mudança no time, é esperar mágica, SRN

Comentários não são permitidos.