Diego tira a camisa dez do Flamengo do armário após oito meses, mas voltará com a 35 no Estadual

Caiu muito bem a camisa 10 do Flamengo na primeira partida em que Diego a vestiu. Se nos primeiros minutos parecia que o número eternizado por Zico pesava diante de um San Lorenzo bem postado na estreia da equipe na Libertadores, o meia rubro-negro fez questão de provar o contrário com um gol e bons passes na vitória por 4 a 0.

Inscrito na competição com a 10, já que a numeração só vai até 30, Diego vai voltar a usar a 35 no Estadual. No entanto, no Campeonato Brasileiro e na Copa do Brasil deve ser o 0 do Flamengo de uma vez. A camisa pertencia a Ederson, que ficou com a sete de Marcelo Cirino na Libertadores. Honrado com a deferencia, Diego lembrou.

– Zico só tem um, não vai existir outro, mas claro que serve de inspiração – admitiu, após marcar de falta o primeiro do Flamengo no Maracanã, na quarta-feira.

O jogador, contratado com status de estrela no meio do ano passado, deu mais uma mostra de que sua adaptação corre de forma perfeita no novo clube. A parte física e técnica exuberantes andam lado a lado a uma postura de capitão sem braçadeira. Em diversos momentos, Diego era quem cobrava da arbitragem durante o jogo no Maracanã. Líder técnico e com postura, o novo camisa 10 agora não tem mais nada faltando para confirmar que é o principal jogador do Flamengo.

Fonte: Extra

Veja também