Rodrigo Capelo: “Apesar da falta de títulos, o Flamengo continua a crescer”

Do ponto de vista esportivo, o Flamengo ainda titubeia. Sem o título do Campeonato Carioca e sem jogar a Libertadores em 2016, foi eliminado precocemente na Copa do Brasil pelo Fortaleza e frustrou a torcida no Campeonato Brasileiro. Contratou Diego no meio da temporada, esboçou uma reação, viralizou a história de que havia um cheirinho de título no ar. No fim, acabou superado na tabela pelo Santos e viu o Palmeiras ser campeão nacional. Não que a torcida vá se conformar, mas, se serve de consolo aos rubro-negros, ao menos financeiramente o clube continua no eixo e na vanguarda.

O Flamengo teve em 2016 o maior faturamento de sua história: R$ 469 milhões. O valor é 32% superior aos R$ 356 milhões que arrecadara em 2015 – o percentual é muito maior do que a taxa de inflação brasileira, 6% no ano, e assegurou ao clube um crescimento real. O economês pode parecer meio frio, mas faz toda diferença. Um time de futebol que ganha mais dinheiro de um lado tem mais para gastar do outro. É seguro afirmar que, sem a consistente evolução financeira rubro-negra, a contratação de Diego ou não aconteceria, ou seria de uma irresponsabilidade cara ao futuro do clube.

A explicação para o incremento financeiro está na televisão. O time recebeu R$ 197 milhões por seus direitos de transmissão, um pacote que inclui as TVs aberta, fechada e pay-per-view, e ainda negociou antecipadamente seus direitos pelas temporadas de 2019 a 2024, o que lhe rendeu R$ 70 milhões adicionais em 2016. Os dois valores, juntos, fizeram com que a TV respondesse por 57% do faturamento flamenguista. As cifras obtidas pelo departamento de marketing e comercial, R$ 94 milhões, e por meio da torcida, R$ 78 milhões com bilheterias e sócios-torcedores, caíram em relação a 2015.

O crescimento do faturamento possibilitou ao Flamengo elevar seus gastos com salários de atletas. Em 2016, o time dedicou R$ 155 milhões a esse fim, um reajuste de 34% em relação aos R$ 115 milhões que gastara em 2015. Repare que, percentualmente, as despesas com jogadores aumentaram em nível próximo ao do aumento das receitas. Isso denota responsabilidade financeira. Embora haja outros gastos, como viagens, hotéis, transportes, entre vários outros administrativos, é com as remunerações de atletas que você deve se preocupar. Esse gasto, que inclui salários, direitos de imagem e de arena, indica a qualidade do time dentro de campo.

Foi na temporada de 2016, também, que pela primeira vez o Flamengo passou a ter um faturamento equivalente a sua dívida. O endividamento do clube caiu 15%, de R$ 552 milhões em 2015 para R$ 470 milhões em 2016, graças aos frequentes superávits da gestão de Eduardo Bandeira de Mello. A dívida bancária, embora ainda alta, foi reduzida em R$ 50 milhões durante a temporada. Ainda há um longo caminho para que o endividamento caia a um patamar confortável. Para 2017, segundo o orçamento rubro-negro, R$ 50 milhões foram reservados para pagar juros de empréstimos, um dinheiro que poderia ir para o futebol. O notável é que, apesar da pressão por títulos, o clube continua a pagar suas dívidas. Sem titubear.

Algumas explicações
Tudo o que você leu aqui está no balanço financeiro do Flamengo, publicado com antecedência ao prazo legal, que expira para todas as empresas do Brasil em 30 de abril, aliás uma boa prática da gestão de Bandeira de Mello. ÉPOCA organizou os dados, conferiu critérios com Cesar Grafietti, analista financeiro do Itaú BBA que se dedica há anos à análise da evolução financeira do futebol, e tirou dúvidas com Cláudio Pracownik, vice-presidente de finanças do clube carioca. Aos mais interessados pela contabilidade, cabem algumas ressalvas.

A começar pela receita. As demonstrações financeiras mostram um valor de R$ 510 milhões, mas carecem de alguns ajustes para refletir a realidade do clube. Ao assinar com a TV Globo o contrato de direitos de transmissão a valer entre 2019 e 2024, o clube assegurou R$ 120 milhões em luvas, isto é, um prêmio por fechar negócio. Mas só recebeu R$ 70 milhões em 2016. Os demais R$ 50 milhões – que foram registrados em balanço como R$ 30 milhões após a inflação projetada até lá – serão pagos pela emissora em 2019 e 2021. Não há nada de errado do ponto de vista contábil em colocar todas as luvas no balanço, mas ÉPOCA considerou apenas os R$ 70 milhões de 2016 para não gerar a falsa impressão de que entrou dinheiro a mais.

Ainda em relação ao faturamento, outros R$ 11 milhões foram desconsiderados por não serem uma receita de verdade. Explica-se. O Flamengo recebeu um adiantamento em 2013 por um negócio que fechou com Eike Batista pelo Morro da Viúva – o ex-bilionário queria construir um hotel quatro estrelas no terreno que pertence ao time. Os dirigentes rubro-negros teriam de devolver esse valor ao empresário em algum momento, mas, no início de 2016, sentaram para renegociar e tiveram a dívida pelo adiantamento perdoada. Como o clube tinha uma dívida, mas não a tem mais, lançou o valor perdoado como receita. De novo: contabilmente, está tudo certo. Mas não entrou nenhum centavo na conta rubro-negra por isso.

Quanto à dívida, ÉPOCA aplica os mesmos parâmetros que Grafietti, do Itaú BBA, usa para avaliar companhias no mercado financeiro. O critério é razoavelmente simples. É dívida tudo aquilo que o clube tiver de pôr a mão no bolso para pagar – o que desconsidera dívidas meramente contábeis. Do lado do patrimônio, só vale considerar como ativo a grana que está em conta-corrente, livre para ser usada no abatimento de dívidas. Valores incertos, que estejam presos por disputas judiciais ou dependam de terceiros para entrar, não valem. É, portanto, um critério que permite ter a noção mais realista, e nem por isso injusta, do endividamento e da saúde financeira do clube.

As finanças do Flamengo em 2016 (Foto: ÉPOCA)

Fonte: Rodrigo Capelo / Época

Veja também

  • Pra quem devia 750 milhões, tinha terreno,alguns campos,barracões, uma sede deteriorada, equipamentos sucateados,e crédito negativado.Um time sem patrocínio, que havia mandado Zico embora,salários altos e resultados ruins.Com certeza Kléber leite,Edmundo Silva e Patty foram os piores dos piores.Em 4 anos avançamos mais que em 100,e tudo através de permutas,negociações, força do nome Flamengo. Não temos 1mecenas(Unimed),nem dois bilionários (crefisa/nobre),só o Flamengo.

  • Daqui há 3 anos já zerou a dívida, ai começa a construir, com recursos próprios e sem intermediarios ou outro clube para ter que dividir, começa a construir um estádio doooo caaaraalho e pronto, maior que o maracanã e da uma banana pra esses corruptos que vão administrar o ex-estádio maior do mundo!

    • O próprio responsável pelas finanças disse que a divida nunca vai ser zerada.

      • Eu queria saber então qual é esse valor ideal de divida que o clube pretende chegar??? 80 milhões, 10 milhões em dividas???

        • Em torno de 200 milhões, seria o ideal para o Flamengo
          Só não lembro quando é reportagem falando sobre isso.
          Já foi postado aqui no coluna

  • Convenhamos, desde o longínquo ano de 1992, só ganhamos um título realmente importante, o brasileiro de 2009. Mas como ele se deu? Pet foi contratado para sanar uma dívida, já que ninguém em sã consciência apostava que daria algum resultado em campo. Acho que nem ele mesmo. Adriano acabara de abandonar seu time na europa e sua contratação mais parecia uma aposentadoria festiva. Maldonado sequer interessava mais ao são paulo. Isso só pra citar alguns. O nosso técnico, aquele da arrancada, o que fez o Mengo jogar melhor, era tão bom que sequer foi contratado por algum time relevante após sair do clube. Mesmo assim fomos campeões. Será que alguém acredita mesmo que devemos aquele título à diretoria da época? Bem, o restante da história, desde 1992 foi o de sempre: times caríssimos, muita bagunça e títulos irrelevantes. Temos o direito de reclamar por títulos? Óbvio que sim. Mas, creditar o insucesso à Diretoria me parece um total absurdo.

    • Concordo que a diretoria não tem culpa, montou um time forte na medida do possível e se vai ganhar só Deus sabe, o certo é que vem fazendo o certo, agora vc está equivocado em títulos, ganhamos Mercosul, copa dos campeões que deu vaga a libertadores, ganhamos 2 copas do Brasil e fora inúmeros cariocas dentre eles o de 2001 que entrou para história. Dizer que o Flamengo ganhou pouco de 92 para cá, eu acho que ou nasceu depois dos anos 2000 ou está com problema de memória! SRN

      • Ás vezes acho que alguns tomam café estragado antes de escrever. Da forma como escreve é possível imaginar que se trata de pessoa inteligente e bem informada. Assim, me custa crer que você não atentou para palavra “relevante”, nem entende seu significado. Discorda de mim? Acha relevantes esses títulos? Ótimo. Eu não entendo assim. Para mim relevante é brasileiro, libertadores e mundial. Quem está errado? Eu? Você? Vai saber. Enfim, não nasci nos horríveis anos 2000, tive a sorte de acompanhar o Fla de Zico desde 1979, embora a memória já não me seja generosa. Mas, não para esquecer desses títulos todos, como você mesmo deve supor. Assim, reserve seu mau-humor para os seus e deixe os estranhos em paz. SRN.

        • Acho que me entendeu mal amigo, não usei a escrita de mau humor, nem tão pouco para lhe ofender e me desculpe se assim o fiz se sentir. Apenas fiz uma observação discordando em parte do seu texto, mas com o intuito de ressaltar títulos que são tão importantes quanto esses que mencionastes, até pq não se chega ao mundial sem classificação e o Flamengo jamais seria o mesmo sem eles em sua história. E jamais iria ser mau humorado com um irmão rubro-negro! Apenas foi uma observação e parabéns pela sua observação também. SRN

  • Noticía Velha já estamos em 2017 e a Divída já está em 390 milhas e a Receita foi de 510 milhas vamos atualizar isso ai.Flamengo Vamos Adiante.

  • Sabe qual é o “pobrema”? É o técnico kkk

  • tá de brincadeira que o flamengo está gastando muito mais em salários que o ano anterior, sendo que maioria são perebas?
    tem que mandar embora mesmo kkkkk

    • esse balanço é de 2016 em 2017 esse numero deve subir pouco mais.

  • Em toda reportagem que vi no coluna que fala sobre a economia do Fla os números são diferente, por exemplo: nessa fala que a divida caiu para 470 mi, outro fala que é 350 mi e outros dão valores diferentes. Difícil saber qual o valor exato.

    • só agora em 2017 que a dívida caiu pra menos de 400 mi jovem

    • Esta reportagem só leva em conta os numeros que o clube ja possuí, e outras o que time “prever” que possa entrar como por exemplo a grana do Brocador, acho que é nisso que se vê a diferença

    • Ele não está computando valores não recebidos,embora seja legítimo coloca-los,uma vez que a negociação aconteceu.seria como computar a venda de 1 jogador que o clube receberá parcelado por 2anos.

    • A dívida atualmente está em 390 milhões, foi postado aqui sobre isso e no site da globo.
      Caiu 13%

  • É disparada a melhor gestão do futebol brasileiro, organizado em todos os sentidos e levantando sozinho com as próprias pernas.

  • Pra mim essa gestão deveria permanecer pra sempre no Fla.

    Inevitavelmente, com essa gestão, o Flamengo terá sempre um time forte e será a menina dos olhos dos grandes jogadores.

  • Foda-se eu quero é título. Não sou acionista do Flamengo sou torcedor.

    • Torcedor ? Vc deve ser um desses parasitas que lucravam com os dirigentes desonestos. Rubro Negro de verdade aplaude oq esses caras estão fazendo no Mengão, título é consequência

      • Concordo Aloha. O lucas pelo fato de ser torcedor (igual a gente) não
        se acha no direito de ter o mínimo de consciência. Porreta essa agora.

      • Olha que nem com a farra de Kléber leite,Patty e Edmundo Silva,eles conquistaram coisas relevantes.Hoje sem grana não tem futuro.Muitos caras aqui não trabalham ou nunca trabalharam,acham que é só mandar embora,não precisa pagar mais.Outros gostam de títulos,vitórias,não exatamente do Flamengo.

        • A este tipoi de torcedor como o Lucas eu pergunto? temos quantos brasileiros 25? e libertadores 10? copa do brasil 7? mundiais 5? ate parece que os irresponsáveis que tomaram conta do flamengo de 1990 para ca pelo menos nos fez ganhar vários títulos (com Kleber Leite colecionamos foi inúmeros vices e dentro do maracanã para piorar) tivemos varias diretorias boas e razoaveis antes de 1990 alguns como George Helal que comprou o terreno que hoje esta o CT o Marcio Braga que na decada de 80 criou a fata o Gilberto Carvalho etc mais Bandeira ah meu ver e numero 1

    • Calma menina

    • Isso, que saudade de 93 a 12 por 14 anos lutando na parte de baixo da tabela no Brasileiro. Que saudade dos inúmeros títulos de expressão nesse período, 1 Brasileiro que caiu no nosso colo por uma quantidade de fatores surreais e 1 Copa do Brasil. Que saudade da penhora da Gávea, dos salários atrasados. Que saudade de técnicos merdalhões que humilhavam o Flamengo, saindo e falando que era uma zona, dos jogadores que falavam para não jogar no Mengão porque não ia receber. Realmente, uma torcida tão grande tem de tudo …

  • Podemos reclamar dos títulos, atletas​, parte técnica e os cambaus!!! … Mas o caminho é esse! MENGÃO SUPREMO MAIOR TORCIDA DÁS GALÁXIAS!

  • Acredito que essa diretoria não está no Flamengo pra ganhar títulos, mas pra preparar terreno pra torcida e seus sucessores colherem os frutos. Falo isso até pelo perfil da equipe (muitos ainda estão aprendendo sobre mercado da bola).

    • Eu entendo mas espero que você esteja enganado meu camarada Vinicius, pois vai ser muito triste não ganhar nada importante com um elenco forte e tantas coisas boas a disposição esse ano, como participação na LIberta, Brasileiro, Copa do Brasil, Sulamericana…..Precisamos de ao menos um titulo importante para manter a torcida motivada. Se a torcida não continuar motivada a propria capacidade de geração de receita será afetada…..

    • Pois eu torço por isso e acredito também Vinicius. A torcida é imediatista, está preocupada agora mas não consegue pensar a frente.
      Em breve seremos o maior (de verdade) time do Brasil e um dos maiores do mundo. E sem precisar de investidores como Palmeiras aqui dentro tem e la fora clubes como o Chelsea, City, PSG e cia.
      SRN!

      • Creio que a cobrança tem que ser maior em 2018. A dívida pode ficar menor que 300 milhões, o faturamento do clube já vai ter sido maior é com certeza teremos maiores investimentos no futebol. Sem falar que será o último ano de EBM como presidente, tendo que ganhar algum título importante se quiser eleger seu sucessor.

        SRN!

      • Sem nenhum exagero, concordo tb.

      • Imediatismo? Cobrar títulos depois de 5 anos da promessa que eles fizeram é imediatismo?
        Imediatismo era cobrar títulos em 2013, 2014 e até em 2015, mas desde o ano passado as cobranças são justificáveis.

        • Sim… imediatismo !!!!
          Foram mais de 20 anos de má administração e títulos-cala-torcida.
          Acredito que o Zé ta crescendo junto com o Flamengo. Esse trabalho ainda vai dar resultado.
          Mas como sempre falo pro meus amigos… vai chegar uma hora que o flamengo vai começar a ganhar tudo nem que seja na força do elenco.
          Mas acredito que dias melhores virão… e na minha opinião, com essa melhora progressiva, a partir de 2018 não vai ter pra ninguem.
          Abraços.

          • O Flamengo está financeiramente melhor quena maioria dos clubes, chegou a hora de cobrar sim, afinal eles mesmos prometeram em 2013 que a torcida poderia esperar títulos já em 2015, mas desde então só vão adiando, na eleição o EBM disse que em 2016 seria o ano, agora já em 2017 o ano passou a ser em 2018. Aí é brincar com a paciência do torcedor né cara? Torcedor não é trouxa.

          • Amigo… desculpa mas titulo se ganha e não se compra! A diretoria ta trabalhando pra isso… faz contratações cada vez mais audaciosas. Se você disser que temos que cobrar do treinador, eu aceito… mas da diretoria ??? Não tem cabimento.
            SRN!

          • Título não se compra, realmente não, mas time se monta com dinheiro, e o time ganha os títulos, desde que o dinheiro seja bem gasto, mas não é bem assim que as coisas estão acontecendo.

          • Ah, tbm acho que uma hora os títulos virão, mas acho que está demorando mais do que devia.

    • Eu até aceitaria isso num ambiente competitivo como Europa, mas num ambiente brasileiro é duro de engolir.

    • Só comparando com o Brasil e Corinthians, Brasil era 8 pais mais rico,tinha o 8(Eike) mais rico do mundo.O Corinthians tinha o melhor time/estádio, só que a realidade (verdade)bateu,o Eike não era nada (fantoche de mercado do PT),Brasil tem empresas com números camuflados,Instituições corruptas.O povo é muito pobre O Corinthians teve que começar a pagar,teve que vender jogadores pra pagar salários, e pagou 6 parcelas do estádio e hj nem juros paga.Você está certo,construir bem firme,demora,assim. Como estamos fazendo na Ilha.Mas depois pode se construir por cima que não desmorona como o clube citado.
      SRN

  • Não informaram o valor da dívida atualmente, alguém pode fazer esse favor?

    • De 750 milhões a dívida caiu pra 390 mi.

  • Em 3 anos estaremos faturando 1 bilhão.

    • E em 6 anos 2 bilhões? Kkk

Comentários não são permitidos.