Vaz aposta em estilo ‘mais discreto’ para retornar ao bom futebol


Chegado ao Fla na temporada passada, Rafael Vaz chegou ao Fla num momento em que haviam poucas peças para a zaga, sendo assim, logo assumiu a titularidade ao lado de Réver.

Por ter uma ‘técnica diferenciada’, em relação aos outros jogadores da posição, Vaz acaba por muitas vezes se exaltando nos lances, tentando por muitas vezes uma jogada mais complicada e, consequentemente, errando mais, o que acabou tornando o jogador como um dos maiores (se não o maior) alvo de críticas da torcida, ainda mais que no banco temos Donatti, Léo Duarte e Juan, todos com respaldo da torcida.

Na 3° rodada da libertadores, onde enfrentamos o Atlético-PR, Rafael havia perdido a titularidade para Donatti, que, após meses no banco, dava indícios de que assumiria a titularidade no rubro-negro, mas não durou muito. Após a partida contra o Botafogo (segunda do argentino como titular) o argentino começou a sentir problemas musculares, dando novamente o lugar a Vaz.

Após a volta do camisa 33 (na libertadores, a 3 é usada), o criticado zagueiro passou a apresentar um futebol mais ‘simples’, arriscando menos lançamentos e jogadas de efeito, fazendo questão de ressaltar isso em entrevista, afirmando que ‘quanto menos aparecer, melhor será’.

Rafael Vaz será titular na partida dessa noite, na qual enfrentaremos a Universidad Católica às 21h45 (horário de Brasília). O confronto terá cunho decisivo para o Fla, que já pode sair do Maracanã classificado.

Veja também

  • Vai ser um bom reserva para o Donatti.

Comentários não são permitidos.