Entrevista com Leandro: “O meu lema é Flamengo até morrer”

ENTREVISTA COM LEANDRO: "O MEU LEMA É FLAMENGO ATÉ MORRER"


Batemos um papo com Leandro, o nosso eterno Peixe Frito para uma entrevista sobre a sua carreira, Seleção Brasileira e sobre o Flamengo. Assunto que o Leandro domina com maestria e emoção! Uma honra! Ainda rolou homenagem! Veja a entrevista e deixe o seu comentário.

Veja outras entrevistas:

Reprodução: Blog Ser Flamengo

Veja também

  • Vi muitos jogos do Peixe-frito! Jogava demais! Lembro de alguns jogos contra o pó-de-arroz em que ele driblava os​ atacantes do adversário na própria defesa do mengão! Estive presente​ naquele jogo de 1985 contra os flores que teve um golaço dele: um chute fora da área que bateu no travessão​, nas costas do Paulo Vitor e entrou rsrsrs… Lembra da zoeira da torcida com o goleiro Fluminense Kkkkkk: rara ruru ô Paulo Vitor eu vou comer seu… Kkkk e ele olhava pra torcida pedindo mais kkkkk. Bons tempos!!!

  • Jogou demais, um dos melhores laterais direitos da história. A paixão e lealdade ao Flamengo, única camisa que vestiu em toda carreira, só aumentam o respeito que tenho por esse cara. Salve, Leandro!

  • Toda vez que esses caras dessa geração dão uma entrevista você percebe que quando eles falam do Flamengo é algo muito importante, muito forte. Leandro jogou muito, muito mesmo… como recurso técnico naquele time fantástico só o Zico tinha mais, mas não é só isso, é a paixão do cara pelo clube que fica nítido em todas as entrevistas que ele dá. Eu imagino a irritação dele quando ve um monte de bondes jogando com a camisa do Flamengo, deve ser pior que a minha, pois esses caras são Flamengo tanto como eu e ainda estiveram lá no campo honrando o manto, deve ser insuportável mesmo. Obrigado por tudo Peixe Frito, a nação te ama e que sorte que eu tive de ter te visto jogar, foi um privilégio.

  • Vem para o futebol do flamengo Peixe que a coisa ta bagunçado!

  • Nunca vi um jogador igual, fenomenal! Jogaria em qualquer posição desse time de hj, kkkk

  • Monstro não é essas mierdas de hj não

Comentários não são permitidos.