Pressão no técnico e apoio ao time: torcida do Flamengo se mobiliza por nova casa

A má fase atrapalha, mas não tira o ânimo da torcida do Flamengo com a estreia da Ilha do Urubu, a nova “casa” pelos próximos (no mínimo) três anos. Ao mesmo tempo em que pressiona o técnico Zé Ricardo e questiona alguns nomes do elenco, os rubro-negros levantam a hashtag #VouTeApoiarAteOFinal, um dos assuntos mais comentados do momento.

Já nas arquibancadas, mais tarde, às 21h (de Brasília), contra a Ponte Preta, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro, as torcidas organizadas compartilharão um mesmo espaço, curto, de pouco mais de 4 mil lugares. Trata-se do setor norte do estádio da Ilha, que não terá cadeiras e promete ser o coração do estádio.

A promessa é de união e “apoio incondicional”, ou até acabarem os 90 minutos. Foi o discurso, também, que pregou o técnico Zé Ricardo. Antes do reconhecimento do gramado, na última terça-feira (13), o treinador valorizou o incentivo que a equipe deve receber jogando “em casa”.

“A torcida está no seu direito de cobrar, ela quer ver o time lá em cima, e não começamos bem o Brasileiro. Acho que podemos conseguir os três pontos amanhã (quarta-feira) e conseguir uma arrancada. É um momento oportuno para inaugurarmos o estádio. Como a torcida canta ‘vou te apoiar até o final’, ela vai apoiar nesse momento”, disse.

Como falou Zé Ricardo, o Flamengo começou nada bem o Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro está na 15ª posição, com sete pontos, somente dois acima da zona de rebaixamento. A distância para o líder, o Corinthians, é de nove.

Reprodução: Esporte Interativo

Veja também