Rizzo: “Fifa: sim à volta do Intercontinental entre Europa e melhor da Libertadores”

O novo formato do Mundial de Clubes previsto pela Fifa, competição que deve deixar de ser anual para ocorrer a cada quatro anos, abrirá espaço para a volta do Intercontinental realizado entre o campeão da Europa (Liga dos Campeões) e o melhor time da América do Sul (vencedor da Libertadores). O confronto ocorreu entre 1960 e 2004, antes de a Fifa criar a sua competição de forma ininterrupta.

Já há costura entre a Uefa (União Europeia de Futebol) e a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) para que um jogo único volte a ser realizado em dezembro de cada ano em que o Mundial não for disputado. Mas ele pode acontecer mesmo nos anos em que o novo torneio da Fifa seja disputado, já que este deve ocorrer entre junho e julho e não no fim do ano. A Fifa já deu o aval para que as entidades procurem investimento para o Intercontinental.

O jornal espanhol “Mundo Deportivo” detalhou no sábado (26) que a Fifa planeja trocar a Copa das Confederações, nas datas ímpares em anos anteriores à Copa do Mundo, por um Mundial de Clubes encorpado, com 24 equipes – atualmente ele ocorre anualmente, em dezembro, com sete participantes – o campeão de cada continente, mais um representante do país anfitrião.

Essa possibilidade fez com Uefa e Conmebol intensificassem conversa sobre o retorno do confronto entre seus campeões. O formato, com um patrocinador forte em jogo único, sempre foi vantajoso financeiramente para as duas entidades. Houve inclusive, apurou o blog, compensação financeira da Fifa às duas confederações após 2004, quando o Mundial no formato atual foi criado e o Intercontinental teve que ser cancelado.

A montadora japonesa Toyota foi a principal patrocinadora do Intercontinetal a partir de 1980, quando o jogo passou a ter formato único, sempre disputado no Japão – de 1960 a 1979 (com exceção de 1975, que não houve) o campeão era decidido em jogos na Europa e na América do Sul, na casa dos times envolvidos.

Não está certo, por enquanto, se a empresa japonesa continuaria como patrocinadora, ou se novos mercados podem ser atingidos – há, porém, o consenso de que o Intercontinental só funciona em jogo único, em um continente neutro, com um parceiro forte injetando dinheiro.

Se a Fifa confirmar que seu Mundial quadrienal começa a partir de 2021, como publicou o “Mundo Deportivo”, esta deve ser a data de reestreia do Intercontinental. Há, porém, a possibilidade de antecipar, se acordos forem fechados, já para dezembro de 2020.

Os brasileiros Santos e São Paulo, duas vezes, Flamengo e Grêmio, uma, ganharam o Intercontinental. Cruzeiro, Vasco e Palmeiras chegaram até a decisão, mas foram derrotados. Milan, Boca Juniors, Real Madrid, Peñarol e Nacional ganharam três vezes cada.

Em 2000, a Fifa organizou seu primeiro Mundial, no Brasil, vencido pelo Corinthians, mas o torneio só passou a ser realizado anualmente a partir de 2005, com vitória do São Paulo. Corinthians e Inter também levaram, pelo Brasil, o Mundial Fifa no formato atual.

Fonte: Marcel Rizzo/Uol

  • SERIA MUITO LEGAL SE O “MELHOR FUTEBOL DO MUNDO” NÃO PUDESSE ESCALAR SEUS ESTRANGEIROS, SO SEUS NACIONAIS. OS ESTRANGEIROS JOGARIAM POR SEUS TIMES DE ORIGEM. EXEMPLO NEYMAR NO SANTOS. A EUROPA SO TEM DINHEIRO MAS NÃO PRODUZ BONS JOGADORES. COMO SEMPRE OS EUROPEUS QUEREM USURPAR AS QUALIDADES DOS OUTROS COMO SEMPREFIZERAM AO LONGO DA HISTÓRIA

  • Mais uma ideia de jirico da dona Fifa.
    Agora teremos campeões intercontinentais e mundiais, cada um com um peso diferente e em frequência diferente.
    Ela deveria é reconhecer todos os Intercontinentais como mundiais e continuar com o formato de fim de ano como está.

    • Todos os intercontinentais são campeonatos mundiais! Ela náo precisa reconhecer nada! É histórico e legitimo! Nao muda nada isso ai!

  • Pra quem não entendeu, a fifa quer fazer o seguinte, colocar o mundial de clubes a cada 4 anos um ano antes da copa do mundo, ou seja, no lugar da copa das confederações, e nos outros 3 anos que antecedem o mundial da fifa será disputado o intercontinental como era antes, campeão da Libertadores x Campeão da Champions em jogo único como era antes, achei bacana, vai melhorar e muito a visibilidade dos clubes Americanos pelo mundo, vamos jogar com mais frequencia com os times Europeus, interessando tambem é a EuroAmericana, Campeão da Sul Americana x Campeão da Liga Europa espécie de sul americana.

  • E como será realizado essa “Copa do mundo de clubes”? Qual o critério de classificação?

    • Chutando:
      24 equipes, 6 federações – 4 equipes por confederação. Ciclo de 4 anos, seria possível pegar o campeão continental de cada ano (ou o vice caso um time tenha vencido 2 ou mais anos dentro deste ciclo). Isso excluindo a possibilidade de incluírem o campeão do pais sede.
      Nessa linha são 6 grupos com 4 times em cada. O Problema é, oceania não merece 4 vagas, Futebol la é fraquissimo, acho que Africa, Asia e Concacaf tb é demais 4 vagas.
      Seria interessante 16 clubes, UEFa e CONMEBOL- 4, CONCACAF, CAF(Africa) e AFC(Asia) – 2, OFC(Oceania)-1 e o campeão do pais sede. 4 grupos com 4 times cada.
      Algumas semanas antes, CONCACAF, CAF, AFC e OFC, realizariam um quadrangular com os Campeões/Vice (Seguindo a ideia de q se um clube ganhou mais de uma vez, o vice ganharia a vaga) de cada ano dentro do ciclo e os melhores dentro do numero de vagas de cada confederação iria pra “Fase de Grupos” do mundial de clubes.

      • Eu vii no GE o regulamento… sera 12 representantes da EUropa, 6 da america do sul, o resto nao lembro.

    • Será o campeão de cada ano dos torneios continentais. Na Europa sera 12 participantes, os 4 campeões, os 4 vices e os 4 melhores ranqueados. OS outros continentes tera 6 participantes da america do sul pelo que eu lii, mas nao sabem como sera feito a escolha, e o restante nao lembro a quantidade.

  • Pra mim não faz sentido disputar uma Intercontinental sendo que a Fifa vai fazer uma copa do mundo de clubes, com muito mais prestígio, visibilidade e importância.
    Isso só serviria para tirar o peso das Intercontnentais, que os antis questionam e que iriam ganhar mais argumentos agora.

    • A FIFA, PRA VARIAR, QUER FAZER PROPAGANDA PARA OS CLUBES EUROPEUS . ELES ESTÃO SE LIXANDO PARA O RESTO DO MUNDO O MELHOR FUTEBOL DO MUNDO E O DA AMERICA DO SUL.. PELE , GARRINCHA E MARADONA. NÃO PRECISA DIZER MAIS NADA

  • Cornthians campeão brasileiro de 1999 é convidado a participar de um torneio de verão fifa, só isso e o Vasco porque foi convidado mesmo ainda não lembro os critérios há a CBF

    • O campeão de 1999 foi o Palmeiras, aquele torneio quadrangular de verão com Vasco e o Corinthians não teve nada de mundial.

      • só que o palmeiras jogou a final com o M. United, este foi convidado e o Palmeiras não foi, acho que foi uma forma de zoar com os peppas…mais provável

  • que se dane….

  • todo ano tem que ter o campeão mundial de clubes, a fifa quer fazer a copa do mundo de clubes.

  • Entendi nada kkkkk!!! Se vai ser a cada quatro anos, com 24 equipes, porque também terá anualmente para duas equipes ? kkkkkk

    • nos anos em que não houver o mundial de clubes, haveria o intercontinental, entre os campeões da América e Europa. Aliás, até já existe um, mas entre o campeão da Copa Sul Americana e Liga Europa, chamado de Supercopa Euroamericana. Se o Fla ganhar a Sula esse ano, vai enfrentar o Manchester United.

      • Entendi! Valeu demais! Mas o de 4 anos terá um peso maior do intercontinental ?

        • Teoricamente sim. Mas o outro também não deixaria de ter o seu valor.

Comentários não são permitidos.