André Rizek comenta vídeo de Paquetá: “Só ele vai que nem um louco atrás da bola”

Após a derrota por 2 a 0 para o São Paulo, um vídeo viralizou na internet e redes sociais. Se trata de uma edição feita no final da partida, onde Lucas Paquetá corre da direita para a esquerda, na tentativa de conseguir roubar a bola no campo defensivo do tricolor. Ele até chega a travar Éder Militão, mas Willian Arão que precisava fazer a cobertura, não estava por perto. Isso gerou uma indignação no garoto, que esbravejou contra o companheiro.

O apresentador e comentarista André Rizek, a princípio, não concordou com o argumento de que “faltou raça” à equipe. No entanto, mudou de opinião ao ver o vídeo.

“A gente tem uma resistência para falar de raça porque a primeira muleta, quando o time está mal, é que faltou raça. E a gente acha que a discussão pode ser mais ampla do que só raça (…) Aí cheguei no “Redação” e falei: “Exagero, gente, não achei isso do Flamengo.” Aí me mostraram o seguinte vídeo que está viralizando nas redes sociais. Um cara pegou no twitter imagens nossas, das nossas transmissões, e fez uma edição que está viralizando junto à torcida do Flamengo, e ela é extremamente desagradável com os colegas do Lucas Paquetá… Olha o Paquetá correndo, se matando ali para roubar a bola… Cadê os outros? Só ele vai que nem um louco atrás da bola… Vai que nem um louco… E os outros? Aí tem uma hora que ele não aguenta e esbraveja”, comentou Rizek.

O comentarista da Rádio Globo/CBN, Carlos Eduardo Éboli, não segue o questionamento mais “duro” do torcedor, mas reconhece que há uma falta de vibração na equipe.

“Não é um time vibrante, tenho que concordar. Mas tenho uma certa dificuldade de diagnosticar o que é subjetivo, que é vontade. Eu não consigo ter precisão nesse diagnóstico. Acho que eles têm vontade de ganhar, como qualquer jogador tem vontade de ganhar. Mas é uma característica de jogo que se confunde às vezes com uma certa apatia, inconformismo. E o desempenho do time no campeonato é muito abaixo daquilo que todos nós esperávamos. Não só a torcida do Flamengo, mas todos nós esperávamos algo superior a 51% de aproveitamento”, comentou.


Veja mais:


O próximo desafio do Mais Querido pelo Campeonato Brasileiro é no sábado (28), contra o Vasco. Antes, encara o Fluminense, quarta-feira (25), pela partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana, no Maracanã.

Veja também

  • a preguiça do arão é questionável, esse cara é doente só pode ser; dorme em campo

    • Pior que nao e so o arao, para fazer marcacao pressao na zaga tos os atacantee todos os meias tem que participar

  • Vontade de ganhar como todos os jogadores eles tem. Agora aqui vontade: sem lutar, sem correr atrás de q adianta

  • Pior que depois do esporro, arão continuou trotando… vagabundo!

Comentários não são permitidos.