Crias do Flamengo se destacam e garantem a Espanha na Copa do Mundo

Nesta sexta-feira (06) a Espanha entrou em campo pelas Eliminatórias para a Copa e, batendo a Albânia por 3 a 0, garantiu participação no Mundial da Rússia.

A equipe espanhola demonstrou boa superioridade durante a partida, sendo que boa parte desse aproveitamento passou pelos pés de Thiago Alcântara e Rodrigo Moreno, jogadores com passagem pela base do Flamengo, que foram ao futebol do velho continente ainda jovens.

Rodrigo Moreno (esq) e Thiago Alcântara (dir) têm muito em comum, começando pelo Fla
Rodrigo Moreno e Thiago Alcântara, pela base do Fla.

Filho de Mazinho, Thiago foi ‘garoto do Ninho’ por duas vezes, tendo sua principal participação nos anos de 2001 a 2005. Rodrigo teve estadia mais curta no Mengão, saindo ainda em 2002, aos 12 anos de idade.


VEJA TAMBÉM:


Na goleada da Fúria, ambos marcaram gols, garantindo a equipe como primeira colocada do grupo G das eliminatórias europeias.

 

Veja também

  • Rodrigo é filho do dal( Adalberto) amigo do Mazinho .. dal foi ex ponta esquerda do for e seleção. Ambos foram bora cedo pra Espanha.. nunca foram “cria” do Fla… Os pais tinham contato na Europa por terem já jogado como profissional. Matheus filho do Bebeto .. mesmo caso .. todos amigos da mesma época e os filhos da mesma idade quase … Todos eles são amigos e saem juntos . Por tanto tirando Matheus .. Rodrigo na época era da escolinha.. menino ainda … Ele não ia ficar no Fla até ficar mais velho de QQ forma.

  • Fiquei um tanto confuso

  • Flamengo cria jogadores pra brilharem fora… é raro sabermos usar e valorizar nossa base.

    É um erro historico.

    • É aquela coisa, os clubes de fora querem jovens promessas e têm dinheiro pra comprá-las com facilidade, esses jovens também compreensivelmente querem ir para esses grandes clubes europeus. Enquanto isso os clubes brasileiros usam o dinheiro que ganharam com às vendas dos jovens para trazer jogadores com nome, porém velhos. Esses não dão retorno em campo, e consequentemente, também não dão retorno financeiro por não terem mercado, devido ao fato de serem velhos e não estarem atuando bem. Com isso, os clubes brasileiros vão jogando esse dinheiro fora e voltando à estaca zero.

      Daí continua o ciclo, e vai continuar enquanto houver uma disparidade financeira tão grande entre os clubes europeus e sulamericanos, e tudo indica que essa disparidade só vai aumentar, considerando os recentes investimentos dos árabes no futebol europeu.

      • Falou tudo.

        E pra facilitar ainda mais a disparidade financeira, os clubes do Brasil não se unem para criar um campeonato atrativo e vender para o exterior.

        Somos penta mundiais, não acho impossivel vender nosso produto para outros mercados.

        Bastaria sermos somente um pouco mais profissionais, vendendo nosso produto como um grande espetáculo. As placas de publicidade deveriam ser sempre aquelas de led, não somente em finais… tem que investir mais em cameras, em tecnologia que ajude o arbitro, arbitros de video…

        Mas os clubes preferem brigar entre si. :/

    • Esse caso ai não foi erro do Flamengo. Ambos foram pra Espanha ainda muito jovens, já que Mazinho jogava lá, não haveria nada que o Flamengo pudesse fazer para segura-los. Eles foram para o primeiro mundo amigo, e atras da cidadania espanhola, um projeto de vida de uma familia, muito além dos interesses do futebol. Mas concordo contigo que o Fla tambem pecou com muitos jogadores que não segurou por falta de visão ou de dinheiro, vamos esperar que está mudando. VJ já é um dos casos de sucesso.

      • Concordo plenamente com a observação e ratifico se o Flamengo passou por um processo de degradação de aproximadamente 37 anos o tempo do ápice de conquista do mundial de clubes. Devemos e podemos esperar no mínimo 1/3 deste tempo para recuperar parte de nossa hegemonia. Para olharmos breve para trás e reconhecermos que os incompetentes antecessores e antecesoras ao Presidente Bandeira de Melo por mais que tentaram não conseguiram acabar com o Mengão.

  • “Rodrigo Moreno Machado é filho de Adalberto, ex-lateral esquerdo do Flamengo e das seleções de base do Brasil na década de 80.”

    Rodrigo é também sobrinho de Mazinho, portanto primo de Rafinha e Thiago Alcantara. Foi pra Espanha ainda jovem exatamente por este parentesco. Eta familia boa de bola.

    Por fim, carioca, Flamenguista de coração, 26 anos, centro avante goleador, que jogando no Valencia ganhava menos que Diego Alves. Muito melhor que Guerrero e Deyverson, esse é a contratação que o Flamengo precisa.

  • E o kiko?

    • Ne isso.

    • Vitrine, acho que se eles jogam bem, quando tem transferência a outros clubes, o Flamengo ganha como clube formador pelo mecanismo de solidariedade da Fifa. Pode ser um percentual baixo ou alto, mas é bom ao clube.

      .

Comentários não são permitidos.