VP de Marketing afirmou que meta de patrocinadora era “fácil de bater”

Além da situação ruim em campo, com questionamentos à posições defendidas pela diretoria, o Flamengo se vê em outro problema. O globoesporte.com divulgou que a empresa Carabao, do ramo de bebidas energéticas, tem atrasado o pagamento ao clube, pelo espaço patrocinado nas mangas do manto sagrado.

A falta de pagamento pode ser o pontapé inicial de um problema ainda maior. Quando firmou o contrato, que previa R$15 milhões aos cofres do clube em 2017, uma cláusula foi assinada: se até setembro de 2018 os tailandeses não batessem a meta de 37 milhões de latas vendidas, poderiam rescindir o contrato.

Na época, os números foram contestados por alguns torcedores e jornalistas. Afinal, uma empresa conseguiria, em menos de dois anos, assumir um papel de protagonismo, em um ramo com tantos concorrentes? Em entrevista ao jornalista e comentarista dos canais ESPN, Mauro Cezar Pereira, o Vice-Presidente de Marketing do Flamengo, Daniel Orlean, garantiu que a meta “seria fácil de bater”.

“Acreditamos que essas metas são bem fáceis de serem batidas porque o produto não é apenas o energético, esse é o principal. E é um mercado que hoje movimenta de 700 milhões a 800 milhões de latinhas só no energético, e há um sem número de outros produtos, algo bastante grande para absorver o que estamos almejando em 21 meses: 37 milhões e depois 40 milhões de latinhas por ano”, alegou Orlean, na ocasião.

VP de Marketing (último da direita) garantiu que meta da Carabao “era fácil de bater”

Veja mais:


Caso a meta não seja batida, pelo acordo assinado entre clube e empresa, a Carabao pode rescindir o contrato sem pagar nenhuma multa ao Mais Querido. Na mesma entrevista, o VP disse que a confiança de que o negocia ia dar certo vinha da “força” da Nação Rubro-Negra.

“Quando nos foi oferecida essa oportunidade, percebemos que com a ‘nação’ do nosso lado se consegue patamares incríveis. O Flamengo acaba se beneficiando também”, finalizou.

Veja também

  • O principal problema é que estão a quase 1 ano no Brasil e a distribuição é ridícula

  • Será que eles queriam que o Flamengo batesse a meta? Ou será que eles só estavam querendo conhecer o mercado brasileiro? Digo isso por que os caras não conseguiram nem colocar direito o produto no mercado. É no mínimo estranho não?

    SRN #AbreoOlhoBandeira

    • Os dois lados estão “remando” pra trás. A Carabao não coloca o produto no mercado de forma adequada (é difícil encontrar o produto) e em campo o time só acumula vexames , embora tenha uma “moderna” infra estrutura e orçamento milionario, onde o departamento de futebol ( inclui-se EBM)não demonstra o conhecimento necessario para tornar o time competitivo, gastando recursos em jogadores desqualificados e “protegidos” pelo mandatário mor e muitas vezes machucados ( contratados para se recuperar no clube) , sem a devida cobrança pelos maus resultados, como se fossem funcionários públicos já aposentados, sem nenhum foco nas vitórias, apenas “batem o ponto” e recebem seus poupados salários ao final do mês.

      • Assino embaixo! SRN

  • Uma postura meio “prepotente/ingênua”. Não se pode contar com o ovo antes da Galinha botar. Fazer esse tipo de afirmação é no mínimo ser otimista de mais. Cara quem é a Carabao no mercado brasileiro? No momento nada, que estudo de mercado foi feito? Que contrato é esse que coloca metas como condição e simplesmente permite a Empresa sair sem dar a mínima…nunca vi isso. Muito confuso isso, e se é por ai mesmo, o Flamengo deu um mole danado. Muita falta de senso. Parece aventura….e o pior é romper com a Caixa e partir para um contrato de alto risco desses (com essas bases), não se protegendo e nada…

  • Até hoje só vi Carabao no mercado PRIX (RJ)

    • Compton alguma lata?

      • Sempre compro… não sou muito adepto dessa bebida, mas compro pra ajudar o Fla !

    • Casa & Video também tem. Vi por R$ 7,00 a lata.

  • A reportagem trata apenas da declaração. Não cita o problema de distribuição que os produtos da empresa vem possuindo no mercado. É óbvio que nunca baterão a meta com alcance de venda restrito. Isso tudo é conversado, não haverá rompimento unilateral por meta. Por outro lado, podem chegar a um consenso de que não é válida a continuação da parceria devido a dificuldade de pagamento.
    Como eu disse, tudo é conversado, analisado e (re) negociado. A reportagem é simplória demais por não apresentar um cenário mais amplo.

  • Moro na Capital carioca. No meu bairro(50min do centro), já vi todo tipo de energético, até aqueles powered in home. Mas nada de Carabão. Se a própria Carabão está sem bala na agulha pra fornecer fornecer corretamente na Capital, imagina pelo Brasil.

  • Não adianta querer vender 10 latinhas se a distribuição do produto é sofrível. Trabalho com vendas e conheço muitos distribuidores que adorariam vender esse produto. Conheço os maiores do Rio. Distribuidora Mega Rio, Diatrubuidora Top Birra, Distribuidora Nova Mix, Distribuidora EBD, Distribuidora Johncenter e outras. Nunca nenhum executivo da Carabao visitou esses distribuidores para propor negócio. Se me convidarem, eu faço esse trabalho e em menos de 2 meses coloco em mais de 2000 pontos de venda. Esse é meu trabalho, é isso que faço todos os dias.

    • Tá cavando mais que Vagner Love pra voltar pro Fla, hein
      Hahaha
      Brincadeira a parte, os caras acharam que embarcariam no Brasil com o enérgico que as latas sumiriam de forma mágica.
      Se tiverem vendido 2 milhões, vou me surpreender.
      Eu só vejo a carabao quando vou aos jogos.

      • Cavando mesmo, mas se der na minha mão eu faço, pois faço isso há mais de 20 anos. Querer ganhar dinheiro trabalhando não é pecado, principalmente se ajudar o Mengão!

        • Falei brincando, não queria parecer que faltei com respeito.
          Acho que o problema deles é que chegaram no Brasil sem conhecimento sobre o país e acharam que o dinheiro iria resolver tudo rapidamente. Devem ter vários abutres tentando fazer grana com a falta de experiência.
          E quanto ganhar dinheiro trabalhando para ajudar o Flamengo, deve ser um prazer único.

      • Fui um dos responsáveis pela introdução do chocolate M&M’s no RJ

    • Ei brother vai no Flamengo, e tenta falar com um executivo, faz tua proposal, não custa nada.

  • Moro em Vitória da Conquista, Bahia, temos todos os tipos de energético aqui, contudo nunca vimos a Carabao por aqui. O problema não esta na venda e sim na logística. Problema da empresa que não tem competência na distribuição e do Flamengo que assina uma coisa sabendo disso.

  • Será que a Caixa vai aceitar patrocinar o Flamengo ano que vem ?

    • “Pelo menos na época do Kleber Leite tínhamos um forte patrocínio estatal”

      Presidente muquirana e patrocínio estatal exorbitante é a velha máxima do paternalismo torpe que impera nesse país.

      • Era bom que a caixa nem fosse patrocinadora do Flamengo e sim uma grande empresa não estatal. Mas logo o Flamengo com toda essa agregação que a marca possui e crescimento. Espero que se torne realidade não ficar a mercê de estatais. E que o futebol decole de vez, pra ajudar.

    • “Pelo menos na época do Kleber Leite tínhamos um forte patrocínio estatal (e dívidas, MUITAS dívidas)”
      Os cofres públicos agradecem…

  • Até o VP de MKT é retardado. Putz, o cara achou que seria fácil no papel, mas na prática tá sendo um tiro no pé, esse contrato deveria ter sido questionado desde o início com garantias ao Flamengo, maior prejudicado. Esse pessoal da Carabao de certo achou que atingiriam a meta de 37 milhões, sem pontos de venda no país pra entregar o produto aos clientes. Planejamento feito nas coxas, parece empresa fundo de quintal.

  • Ok, e na suposição que o contrato seja rompido, não há multa, mas também não há prejuizo se o Fla tiver um plano B, seja continuar com o Caixa ou não. Se a Carabao não der certo, isso é problema dela, o Flamengo não investiu nada nessa parceria, é um simples patrocinio.
    Agora querer colocar o sucesso da Carabao como responsabilidade do Flamengo, ai ja é demais!

    • O prejuízo é contar com uma receita de 35 milhões por ano de patrocínio master que de repente acaba e dificilmente será igualado por outro pretendente

      • Quem sabe Almir? Não posso prever o futuro. Acho que a diretoria tem coisas mais importantes para se preocupar, tipo o FUTEBOL. Fazer oposição tudo bem, mas sem perder o foco. O risco é todo da Carabao, se não der certo o Fla tem totais condições de achar outro, por até mais… O importante agora é o jogo contra o Bahia!

        • E botar fé na Fly !!!

    • Deixar de ganhar também é prejuízo. E em tempos de crises, dificilmente iremos achar outro patrocinador que pague a mesma quantia.

      • É verdade, porém só planejou vender 10Mi e ja vendeu 160Mi, podendo aumentar ainda mais com Lincon. Não é dinheiro o problema do Fla, ao contrario ta sobrando. Vamos focar no FUTEBOL, esse sim o Calcanhar de Aquiles.

      • Nosso “produto” é Flamengo !!!

    • Investiu sim. Até envelopou o estádio da Portuguesa com imagens do Carabão.

      • Deveria ter engessado o tu “Cararuim”

  • No dia que os produtos estiverem nas prateleiras fica facil bater as metas…

  • Era facil, desde que a logistica da empresa tivesse funcionado, uma vergonha não estar no minimo em todo o RJ, experimentei a bebida quando fui ao maraca, é boa, portanto a nação iria abraçar a causa.
    Empresa muito suspeita!!!!

  • Na boa tô cansado dessas matérias irrelevantes… é claro q seria fácil de bater…caso a logística desse certo…se tivesse nos grandes centros e nordeste por exemplo…e nas grandes redes supermercados…agora a culpa é da empresa e não do Flamengo…

  • O contrato não tem nada de lesivo, a Carabao é obrigada a pagar os 15 milhões esse ano e os 30 poucos do ano que vem. Ao final do segundo ano pode escolher sair, se de fato não tiver conseguido estabelecer sua operação no Brasil. Que é mais complicada do que estimaram em um primeiro momento.
    Se sair o Flamengo poderá negociar com um novo parceiro comercial o espaço na camisa.
    Torcedor do Flamengo tem que parar de cair nessas armadilhas de imprensa anti que tenta conturbar o ambiente do clube.

    • Tô com vc Amigo…muita gente falando besteira… atraso não significa q não está pagando…esses caras administrativamente são fera…Carabao só quebra o contrato a partir de setembro 2018 se a meta não for alcançada… matemática rápida contrato com a caixa 25mil ao ano…pouco mais de 2milhoes ao mês…Carabao mesmo pagando só até setembro…pouco mais de 26 milhões…onde está o prejuízo…fora 2017 pagando os 15 milhões…

      • Imprensa a serviço da oposição. Toda hora é matéria negativa, e atiram para todos os lados. A torcida cai na pilha porque ta bolada com o futebol. Não vai faltar interessado em patrocinar o Fla, esse é o menor dos problemas.

    • Isso mesmo!

    • Não é obrigada a pagar os 35milhões ano que vem não viu.

      • Claro que sim, só no final de setembro e que a empresa ver se continua pro próximo ano, o que eles não vão pagar a e a multa para romper o contrato.

    • Eu acho lesivo. Em se tratanto de Flamengo, esses 15 milhões e mais os 30 milhoes que teoricamente são obrigados a pagar são mixaria perto da exposição que a marca vem tendo na camisa, tv aberta, tv paga, YouTube, twitter entre outras midias. Repito, mixaria! E digo teoricamente, pq caso resolvam não pagar, tal contrato sera discutido na justiça comum, ou provavelmente numa corte arbitral antes. O que demandaria tempo. Ou seja, pepino para as proximas gestões. E pergunto, quem cobriria esse rombo?! Provavelmente teria um impacto financeiro enorme no orçamento do clube, se nayfosse a extraordinária receita oriunda do VJ. Ninguem sabia dessa Carabao antes do Flamengo.

  • como e que vai bater essa meta se essa desgraça não tem em lugar nenhum… essa empresa meia boca vai acabar fudendo o flamengo

  • Sem mercadoria nas lojas não tem como bater meta.

    Esse contrato foi totalmente lesivo ao clube, a empresa não se responsabiliza pela logística e vai sair sem ter que pagar nada, quem se fode é o Flamengo.

    • Eu ia comentar, mas o Wagner Alves já disse tudo.

    • No brasil ela não atua mais pois a nacao vai boicotar as compras e ainda assim, ate hoje eu nao vi esse energético fora do rio de janeiro

    • Pois é, bola fora do profissionais. Os cara usaram o Flamengo…simples assim

Comentários não são permitidos.