Jornalista colombiano fala os principais obstáculos do Flamengo em Barranquilla

O Flamengo enfrenta o Junior Barranquilla às 22:30, desta quinta-feira, pela partida de volta das semifinais da Copa Sul-Americana, na Colômbia. Para deixar os rubro-negros mais por dentro do time da cidade, o canal Esporte Interativo conversou com um jornalista colombiano.

José Hugo Illeras, da Win Sports TV e Diário Deportes, falou sobre as dificuldades que o time carioca pode ter em Barranquilla, o estádio do Junior e analisou o adversário. Confira a entrevista na íntegra.

Qual vai ser a maior dificuldade para os brasileiros na partida?

Aqui o assunto é a temperatura muito forte, em todas as horas do dia, noite. Aqui tem uma umidade do ar muito alta. No Brasil, faz muito calor, mas não é como aqui. Essa deve ser a maior dificuldade. Estará muito cheio na torcida do Junior. Junior é muito forte com essas condições locais, acredito que podem classificar para essa final da Copa Sul-Americana.​

Como você avalia a paixão dos torcedores e a importância do Junior Barranquilla para a cidade?

O Junior dá pra dizer que é o queridinho da cidade, a grande maioria das pessoas de Barranquilla torce para o Junior, as pessoas da costa, nessa região do país quase todos são torcedores do Junior. Se fala em algo em torno de 8 milhões de torcedores na Colômbia. Tem gente que vai trabalhar com camisa do Junior, em dia de jogos todo mundo coloca, vestem para ir a praia. Aqui, Junior tem um significado muito especial para todo o povo. Na Colômbia, falam de Barranquilla e em seguida pensam em Junior. Junior está perto de chegar a sua primeira final de um torneio internacional, se consegue será uma festa grande na cidade.

Foto

Cuéllar, hoje no Flamengo, teve uma boa passagem pelo Junior Barranquilla. O que falar dele?

Ele chegou do Deportivo Cali, não era titular, ganhou a vaga e depois ganhou o coração de todos torcedores. A torcida não queria que ele fosse embora. Cuéllar é um dos jogadores que mais coloca o coração, que deixa tudo no campo e aqui as pessoas gostam muito dele. Chamavam ele de “vikingo”, pela forma como jogava, enfrentava as partidas. Tenho certeza que será muito bem recebido aqui.

O Estádio Metropolitano costuma ser um aliado ao time do Junior Barranquilla. Pode nos falar mais sobre?

Esse é um estádio que foi inaugurado em 1986, acabou de completar 31 anos. Para a inauguração foram convidadas a seleção uruguaia e a seleção argentina, com Diego Maradona. Essa seleção argentina, que foi campeã em 1986, no México, esteve aqui fazendo seus últimos jogos de preparação. O estádio estava cheio. Depois de passar do antigo estádio Romelio Martinez para esse, Junior conseguiu cinco títulos. Esteve em uma semifinal de Copa Libertadores e agora tem sua segunda semifinal. E esse estádio classificou a seleção colombiana para os últimos quatro mundiais. Nesse momento, é o estádio mais querido da Colômbia, por ajudar a classificar nossa seleção.

Foto

O Junior Barranquilla tem alguma história com o futebol brasileiro?

O Junior está muito ligado aos brasileiros. Aqui, no estádio anterior, jogou Dida, Garrincha. Nesse estádio esteve Chapecoense, antes do fatal acidente, Junior ganhou por 1×0. Aqui já estiveram Internacional, Atlético-MG. Aqui se gosta muito de futebol. Nos últimos anos não vieram muitos jogadores brasileiros jogar aqui. Marcos Cardoso, o Marquinhos, foi o mais relevante, marcou mais de 50 gols, foi goleador da equipe. Mas aqui se gosta muito do futebol brasileiro, certamente Flamengo será recebido com um estádio lotado e muita expectativa.

Veja também

  • O maior obstáculo do Flamengo serão os números 110X75
    Mais por outro lado teremos o reforço na torcida vasco, Botafogo, chapecoense, São Paulo, Sport, Atlético MG, Coritiba e Avaí ufaaaaa a torcida vai fkr grande assim como as dimensões do campo do Júnior Barranquilla e no calor vsi ter que ser muito inteligente para se poupar no inicio e fazer marcação meio campo e se fizer marcação alta vai faltar perna pra segunda etapa!

  • Se o Flamengo quiser dispensar Muralha ou qq outro jogador, terá que
    pagar 100% do que o atleta receberia até o fim de seu contrato.

    O piso de 100% não favorece ninguém além de atletas descompromissados
    como Felipe e Alex Silva, que mesmo encostados no clube se recusaram a
    pedir para sair para não perder a bocada.

    Muralha já poderia ter tomado advertência, suspensão e justa causa por
    desídia… Mas isso não deve existir no Flamengo, coitados dos
    jogadores, ganham tão mal… A cultura da repartição pública prevalece

    Por isso hoje em dia não pode fazer contratos tão longos.

  • Calor? Não conhecem o estádio do Bangu em moça bonita!

    • Mano, fui uma única vez assistir um jogo do Flamengo lá. E juro, sai com 10 minutos do segundo tempo porque não aguentava mais de falta de ar. Aquilo ali é o inferno na Terra. Venta quente, é como ficar na frente de um secador de cabelo. SINISTRO !!

Comentários não são permitidos.