fbpx

Bruno Guedes: “O segredo do sucesso da base do Flamengo”

Surpreendeu para muita gente o sucesso dos jogadores Sub-20 do Flamengo que, em apenas uma semana, conseguiram o feito de vencer duas partidas da Copa SP de Juniores e ainda garantir vitórias no Campeonato Carioca sobre Volta Redonda e Cabofriense. Dentro do clube não teve surpresa. Desde que a nova diretoria assumiu a gestão Rubro-Negra, a maior preocupação no campo esportivo foi justamente com a base.

Como dissemos aqui há algumas semanas, uma forte reformulação aconteceu e de forma silenciosa. Assim que assumiram o comando do Flamengo, Bandeira de Mello e seus diretores receberam a informação de que a base do clube precisava de uma estruturação mais atualizada e alinhada com as praticadas no mundo, mas principalmente na formação de novos jogadores. E o grande foco estava no Sub-20, categoria essa que é considerada anterior aos profissionais.

Volta Redonda Flamengo Carioca 17012018
(Foto: Gilvan de Souza/ CR Flamengo/Divulgação)
De 2005 a 2013, a grande revelação do clube tinha sido Renato Augusto. Vendido ao Bayer Leverkusen por € 10 milhões (R$ 39 milhões na cotação atual), os cofres rubro-negros ficaram só com € 6 milhões. Desde então nenhum outro jogador conseguiu se firmar como ídolo, mesmo com tantas promessas. A primeira grande mudança começou em 2014, após meses de avaliações e análises de equipes de base pelo país. O então técnico do Sub-15 Zé Ricardo assumiu o comando da Sub-20, substituindo o treinador Marcelo Buarque.

Foram implantadas mudanças de treinamento e filosofia de jogo. Habituados a resultados, o foco passou a ser a formação quase de forma exclusiva. Zé passou a padronizar, principalmente, as estruturas táticas, focadas num futebol muito reativo e jogadores que conseguissem explorar a velocidade com habilidade.

Dias depois conquistou a Torneio Otávio Pinto Guimarães (OPG), já com atletas como Vizeu, Matheus Sávio e Jorge. No ano seguinte ganhou o Carioca após oito anos e a Copinha em 2016. Essa ideia também foi passada para demais categorias inferiores, como a Sub-15, que chegou pela terceira vez nos últimos quatro anos da Copa do Brasil (2015, 2017 e 2018).

(Foto: CR Flamengo/Divulgação)

Com sua efetivação para o time principal, Maurício Souza foi contratado. Com um dos melhores trabalhos do ano, feito no Botafogo, o técnico, assim como Zé, é oriundo do futsal e valoriza demais o trabalho coletivo. O ritmo continuou e agora com a orientação da Double Pass trazendo conceitos mundiais. Sem tempo para treinos, Carpegiani lançou os jovens que, com a parte tática sólida, conseguiram se impor no Carioca.

Como dizem: “a base vem forte”. Mas com fruto de muito trabalho.

Reprodução: Bruno Guedes/Goal

46 Comentários

  • só precisa se atentar melhor aos contratos dos jovens pra não cair em leilões dos empresários.

    • Perfeito, acho q o Fla poderia investir mais em captar jovens de outras regiões do país, um melhor trabalho dos olheiros pra ser exato, não só aqui no país mas fora dele. SRN

    • Bill e Yuri dois garotos promissores, me impressiona o fato de a garotada do sub-20 ser a maioria praticamente do sub-17

  • “Sem tempo para treinos, Carpegiani lançou os jovens que, com a parte tática sólida, conseguiram se impor no Carioca.”
    Meu medo é que esses garotos mascarem um trabalho ruim do Carpa. Domingo até o time ficar todo de moleques, a partida não fluía. Só com eles pareceu organizado o jogo.

    • Meu amigo rubro-negro, o próprio carpa disse q não veio pra ser o técnico, deixou claro q se outro técnico vier ele assumirá outro papel no Flamengo,e se houver um desempenho ruim na liberta, certamente outro deverá assumir, e todos sabemos q a diretoria em relação ao futebol acertou muito pouco nessa gestão, felizmente a base foi uma das coisas q realmente podemos aplaudir de pé. SRN

      • Sim, concordo mas ele está técnico. Vindo as vitórias eles deixaram ele. Daí meu receio. Contudo o certo agora é torcer, né?!
        SRN

        • A sua desconfiança é em relação ao q houve em anos anteriores, só podemos crer q esse ano o clube mude de postura isso vindo de cima, da diretoria, e consequentemente, no futebol como um todo. SRN

          • Essa diretoria no futebol, infelizmente, faz muita pataquada. Seguro morreu de velho, por isso a desconfiança! Mas este ano com toda certeza seremos campeões!!! SRN

    • Teve maluco aqui que disse que o Carpa que tinha treinado o time naquela vitória sobre o Volta, sendo que era reflexo do trabalho do treinador da base

  • Base sendo tratada como deve e ainda faltou falar daquela parceria que resultou na famosa geração belga a verdade que nossa base era comandada por um bando de incompetentes que não revelava ninguém viu uma geração promissora de 2011 se perder (culpa dos diretores da base e dos jogadores) e que foram saindo da direção da base de 2013 em diante, e agora ficam lançado acusações sem prova a sócios do clube, será que esta base forte sem eles é mera coincidência?

      • Exatamente geração que também faturou tudo na base e mostrou um futebol ate melhor que o time campeão da copinha de 2016 porém se perderam por erros de transição dos diretores da base e por também desleixo, naquele time tinham os dois laterais gêmeos promissores o goleiro Cesar (único que ficou) zagueiro frauches o adryan negueba Rafinha e thomas que se tivessem sido bem trabalhos poderia ter rendido e nos ajudado nas vacas magras.

        • Eu discordo, aquela geração se provou fraquíssima, óbvio que o trabalho administrativo influenciou, mas a falta de qualidade ficou clara com o tempo

          • Os jogadores eram bons, mas eles nunca amadureceram para jogar como profissionais, faltou alguma coisa na transição, o famoso “apodrece mas não amadurece”.

          • Se fosse assim a geração de 90 teria se perdido, lembro que Negueba era destaque, não dá pra respeitar uma geração que Negueba é destaque

  • Ze Ricardo na base era um técnico refinado conhecedor de vários sistemas táticos e alternas os mesmos sinceramente não entendo porque ficou pragmático no profissional ele ainda tem futuro desde que volte as origens e trabalhe pensando como era na base.

    • Zé Ricardo não teve personalidade, ele se fez refém dos nomes, passou a ter medo de confrontar as mudanças necessárias, se perdeu na gestão das pessoas, depois que perdeu o respeito, pode sabe tudo de futebol, que nenhum jogador o seguirá

    • ficou a mercer de jogadores de empresários; veja o que aconteceu com dois jogadores do CArlos Leite no vasco, por questões políticas os caras foram vendidos de graça; no flamengo ele escalava Gabriel, Araujo empresários fortes;

  • Como foi dito aqui varias vezes na base a diretoria acertou o único senão é a parceria com empresário que precisa ser de boa índole já que infelizmente e inevitável.

    • Pior é que estamos vendendo essa garotada toda pra trazer medalhão.
      Jorge, Samir, Vini Jr já estão vendidos.
      Possivelmente em 2 copas veremos um time base sendo feitos de jogadores formados no Flamengo novamente, só que dessa vez eles jogarão na Europa

      • Mas existe uma tendência natural de se vender jogadores, principalmente os da base. A diferença é que agora o Flamengo passou a vender por valores expressivos. Primeiro com o Jorge, que se tornou um dos laterais mais caros da história do futebol brasileiro, e depois o Vinicius, maior venda da história mundial para um jogador de base. SRN

        • Então nunca teremos time.
          Uma coisa é ser fudiso e ter que fazer caixa, outra é vender os principais jogadores da base pra trazer jogador em final de carreira com esse dinheiro

    • O melhor foi:
      Assim que ebm chega, muda tudo e DIAS depois o flamengo foi campeão daquela taça de sub 17. Hauaha
      Ebm eh o Midas. Foi responsável por isso. Pelo título da copa do Brasil e os cassete. Hauaha surreal

    • A diretoria faz muita merda, é verdade, mas esse tipo de comentário me dá nojo. Comentário de alguém que não tem noção da realidade.

  • Muito bacana, bom trabalho mesmo!
    Agora parem de trazer jogadores medianos para compor elenco!
    Tragam somente jogadores com algum diferencial, acima da média, pois para compor elenco já temos molecada da base!!
    SRN

  • Para mim, Jean Lucas e Lucas Silva já são realidades. Ainda temos ótimos goleiros, que de certo se tornarão titulares e reservas do time principal. Sem contar com pelo menos três jogadores do time da copinha, que colocam todos esses enganadores milionários pra comer grama. A safra é boa e esse é o momento de aproveitar.

    • Acredito que o Klebinho, Ronaldo, Jean Lucas, Vinicius Jr e Lucas Silva já tem condições de jogar bons minutos esse ano.
      Léo Duarte por causa da concorrência no setor, Vitor Gabriel e Lincoln já podem ir entrando aos poucos também, ganhando experiência.
      Apesar de novo, o Patrick merecia uma vaga no time principal, joga como veterano, excelente zagueiro, o novo Juan. Kkk
      Além dos goleiros, Michael, Wesley e outros garotos que são excelentes.
      Essa garotada é muito boa, nosso futuro é promissor, seja com um grande time formado por jogadores da base ou seja por muito dinheiro entrando nos cofres pela venda desses jogadores, chega de Neguebas, Muralhas e demais perebas.

  • Na base da pra trabalhar sem pressão por resultados, o foco é formar bons jogadores. Então a diretoria e o Rodrigo Caetano podem fazer o que acreditam que é certo e esperar pra colher os frutos. No profissional existe essa pressão gigante, então se monta um time e em pouco tempo se não deu certo já tem que mexer, seja contratando jogador ou mudando de técnico. Precisa dar uma satisfação pra torcida.
    Na apresentação do Carpegiani, nas próprias falas do treinador, ficou nítido que ele considera o Zé Ricardo bom treinador e que acredita que poderia ter continuado, com o Carpegiani de coordenador técnico para dar um suporte e passar sua experiência.
    Acredito que o projeto do Flamengo seja fazer isso com o Mauricio Souza ou trazer o Jair Ventura mais pra frente, apesar de achar que o Carpegiani vai querer efetivar seu filho como treinador.

  • E a tendência é que melhore ainda mais, pois tão esperada geração 2000 apenas começou a despontar… Muitos se surpreenderam pelo fato de o time da copinha ter até melhorado o nível de jogo após a ausência de vários jogadores, eu não. Sabia que grande parte dos substitutos vinham daquela que é apontada por muitos como a melhor geração desde o time de 92. SRN

  • Procurem no ge uma reportagem de 2014 “com dificuldade de revelar ,base do Fla sofre vexames e tenta se reerguer” , ela é longa mas dá um bom panorama de como estava e o que seria feito , o resultado está se colhendo agora.

  • Criação de sites e aplicativos para celular