Departamento médico do Fla atualiza situação de jogadores lesionados

Muitos torcedores se preocuparam com a data de reapresentação de grande parte do elenco rubro-negro, que aconteceu no último sábado (13). Contudo, houve surpresa ao saber que, a partir do próximo domingo (21), a maior parte dos atletas poderá entrar em campo. A explicação veio nesta segunda-feira (15), pelo departamento médico do clube.

Os profissionais do clube afirmaram que em fevereiro os atletas já podem estar em alto nível. Isso vai depender de avaliações individuais e as condições com que cada um se reapresentou após o período de férias.

– Os atletas já receberam uma cartilha para ter condições ainda durante as férias. Estamos avaliando no dia a dia, um trabalho individualizado. Esse trabalho vai dar a diretriz para dizer quando eles vão estar disponíveis para se apresentar no melhor nível -, disse Gustavo Araújo, preparador físico do clube.

Já Daniel Gonçalves, coordenador científico, foi perguntado sobre a cartilha que os jogadores tiveram que seguir durante as férias e afirmou que é importante os atletas fazerem atividades que fujam da rotina diária do profissional de futebol.

– Durante as férias o atleta é obrigado a fazer atividades que não está acostumado na temporada, por isso é comum eles fazerem atividades na areia ou jogo beneficente. Além disso, a manutenção da massa muscular, os trabalhos de força na academia, cada atleta tem uma resposta e disponibilidade -, explicou Daniel.

O Dr. Márcio Tannure aproveitou para esclarecer as situações clínicas do goleiro Diego Alves e do atacante Orlando Berrío, que continuam fazendo parte do departamento médico, mesmo que em fases de transições diferentes.

– O Diego ainda está em fase final de reabilitação. Esse tipo de fratura é de cerca de seis a oito semanas. Daqui a 15 dias vai ser feito mais um raio-x de controle. Com tudo bem, ele vai ser liberado para treinamento sem restrições. Já começamos trabalhos específicos para isolar a área lesionada, para ele trabalhar e encurtar ao máximo a parte física -, esclareceu Tannure.

Já sobre Berrío o médico é mais cauteloso, devido a complexidade da cirurgia. Entretanto, vê com boas perspectivas as melhoras do atacante até aqui.

– O Berrío está evoluindo dentro do esperado. É uma cirurgia complexa, mas a recuperação está sendo satisfatória. A gente espera que a partir de janeiro ele ganhe em força e massa. Por enquanto, não pode colocar muita carga, para que o tendão não rompa. Ele está dentro do esperado -, disse o doutor.

Enquanto alguns atletas buscam sair do DM, o restante do elenco rubro-negro trabalha forte para estrear. O Fla tem o seu primeiro compromisso do ano nesta quarta-feira (17), no Campeonato Carioca, contra o Volta Redonda, no estádio Raulino de Oliveira, às 21:45h, horário de Brasília.

Veja também

  • E o Ederson?

  • Berrio, sendo bem orientado, pode ajudar muito com sua velocidade, entrando no meio do segundo tempo. Agora precisa treinar 2 ou 3 jogadas com ele e o elenco pra dar certo, até pq parece um galo doido em campo.

    • Concordo. Acho um bom jogador, não estou dizendo que é habilidoso ou coisa parecida, mas dentro de suas características ele é bem eficiente.

    • concordo contigo se ele podesse jogar o carioca e se destacar, certamente faríamos um bom negócio, mas ainda é novo, não recebe um grande salário, e se tivermos calma com ele, ele pegando a forma do futebol brasileiro, que não é tanto correria mas sim rapidez na transição defesa-ataque será uma bala pra mudar as características do jogo, uma coisa que vejo nele é que não se preocupa tanto com reserva, e mesmo assim não cai seu rendimento;

    • Exato meu amigo, ele é jogador de ocasião, você não usa ele em jogos que sejam necessários entrar em retranca, porque não é a dele, se o técnico não souber usar, acaba queimando o jogador

    • Ele pela sua velocidade sempre preocupa a defesa adversária.

Comentários não são permitidos.