Flamengo vai entrar em campo de luto por violência no Brasil

O momento do Brasil e também do Rio de Janeiro não é um dos melhores, e o Flamengo sabe disso. Como forma de protesto pela violência que vem acontecendo diariamente no país, o Flamengo entrará em campo com uma faixa e com uma tarja de luto na camisa. A manifestação também visa as mortes de Marielle Franco, Anderson Gomes e tantos outros.

Marielle Franco, vereadora do Rio de Janeiro, morreu na última quarta-feira (14). Seu carro foi alvejado e, junto com ela, faleceu Anderson Gomes, seu motorista. Rubro-negra de frequentar estádios, o Flamengo rendeu homenagem à ela e seu motorista por meio das redes sociais e também na Gávea, onde deixou a bandeira à meio mastro.

Flamengo e Portuguesa se enfrentam neste domingo (18), no Estádio Kleber Andrade. O Mais Querido já está escalado: Diego Alves; Rodinei, Rhodolfo, Juan e Renê; Jonas; Diego e Vinicius Jr; Everton Ribeiro, Henrique Dourado e Everton. A bola rola às 16h (horário de Brasília).

Veja também

  • Tá na hora das torcidas mostrarem evolução em relação à violência!!!

  • Ridiculo isso, toma jeito Flamengo misturar política com futebol a torcida desaprova, só vem com essa palhaçada pq o Bandeira de Mello se filiou ao PSOL.
    Nota Zero Flamengo!

    • Nota zero pra você, que defeca pela boca. A questão é humana e não política. Pelo visto você não deve ser humano. Deve ser mais um dessas bestas feras que desaprendeu a ter amor e empatia pelo próximo… tá precisando voltar pra escola da vida, quem sabe assim volta a ser um homem de verdade!

      • Defecar pela boca?
        Vc sabe quantas pessoas são mortas no Rio por dia?
        A intervenção era nescessária sim e ela era contra!
        Direitos humanos no Brasil so não funciona para a classe pobre e trabalhadora!

        • Concordo com você, não é recente a violência no Rio de Janeiro, sempre tive empatia com o Bandeira, mas é evidente que está usando o Flamengo para questões políticas dele. E se ele filiar-se ao Psol a população tem que ter muito cuidado. Esse Psol é um partido horrível, usou a morte da mulher para promover-se, infelizmente muita gente não consegue ver o óbvio.

          • Por sorte é algo discreto, símbolo e não trata de um caso específico apesar do momento ser inadequado. Não vamos tolerar politicagem no Flamengo.

          • Que ele filie-se ao PSOL ou a qualquer outro partido e faça a diferença. Quem não gosta de política é governado por aqueles que gostam. Ao invés de se “indignar” com a abordagem de questões políticas, que são ESSENCIAIS à nossa vida, vá lá e faça a diferença, posicione-se. Seja pró-ativo ao invés de falar besteiras contra um partido que tem todo o direito de se posicionar frente ao crime político/ao atentado praticado contra a Vereadora Marielle (e contra os seus eleitores). A não ser que você seja um brasileiro padrão pato da FIESP, aí realmente entenderei o seu posicionamento.

          • Crime político? Kkkk esse coitado que comentou acima é notadamente manipulado. Aborto em qualquer situação , ódio entre raças, ataques contra a polícia, é um péssimo partido a se tomar.

          • Sim, crime totalmente político, já que ela era uma política militante, ativista e fez várias denúncias de ações arbitrárias e violentas de policiais contra moradores de comunidade. A sua execução foi notoriamente um crime político, em represália ao seu trabalho… calaram talvez a principal voz em prol dos moradores favelados/pobres do Rio de Janeiro. Qualquer pessoa com dois neurônios e uma leitura razoável da realidade percebe isso, o que não parece ser o seu caso.

          • Acho que o pior de tudo é misturar futebol e política.
            Não vi em outra ocasião o time entrar de luto por um simples torcedor!

        • Todos que moram aqui tem noção disso. E se você realmente se importa com todas essas pessoas, soa no mínimo estranho você desmerecer a morte da Marielle, sob a acusação de que o Flamengo está misturando política com futebol. Até porque ela lutava diuturnamente contra tantas mortes nessa guerra diária vivida no Rio de Janeiro, que ceifa sobretudo os mais pobres e vulneráveis.

          Flamengo é um clube cidadão e com responsabilidades sociais, não é um antro de alienados e insensíveis. Flamengo é um clube popular e como clube popular tem que repercutir sim a morte de uma Vereadora popular e flamenguista.

          Quem não se sentiu atingido pela morte dessa mulher, boa gente certamente não é.

Comentários não são permitidos.