Rodinei admite que Fla deixou a desejar na partida

Novamente mais de 50 mil presentes no Maracanã para acompanhar o bom momento que o Rubro-Negro vive no ano, apoiando o time diante da Ponte Preta. Contudo, o grito de gol infelizmente ficou preso na garganta do torcedor, mas ainda assim o Fla conquistou a classificação para a próxima fase da Copa da Brasil e agora só aguarda definição do adversário que irá enfrentar nas quartas de final do torneio. Na zona mista, o lateral Rodinei falou sobre como foi enfrentar sua antiga equipe e lamentou o empate sem gols.

Ironia do destino ser justamente contra a Ponte. Mas agradeço o carinho que a equipe teve por mim no tempo em que fiquei lá, que me projetou para chegar até o Flamengo. Sabíamos da dificuldade que seria jogar contra eles, vieram muito fechados jogando por uma bola. Sabemos que deixamos a desejar, não conseguimos o gol, mas no final o importante foi a classificação.

O jogador ainda comentou sobre a maciça presença da torcida Rubro-Negra no Maracanã.

Temos que agradecer a torcida. É surpreendente, mesmo com a baixa nos ingressos, ter quase 60 mil aqui. Sabemos que não conseguimos sair com a vitória, mas o mais importante é a classificação, num jogo difícil e truncado.

Com a classificação para a próxima fase, o Fla agora só pensa no confronto válido pelo Campeonato Brasileiro, diante da Chapecoense. A partida está marcada para o próximo domingo (13), às 16H (horário de Brasília), na Arena Condá, em Chapecó.

Veja também

  • Rodinei não deu uma bola na esquerda quando o Paquetá estava livre e era o tipo de jogada com grande chance de resultar em gol. Porque não deu a bola? Porque quer ser herói, quer aparecer. Odeio jogador burro, que não joga pro time, que pensa antes em si mesmo. Paquetá estava sozinho e levantou a mão. Rodinei tentou resolver sozinho e desperdiçou o lance.

  • Eu acho que o Rodinei vem melhorando muito, evoluindo na lateral.
    Agora o Renê precisa melhorar muito na perte de ofensiva!

    • Renê jogou bem ontem. Um dos melhores em campo junto ao E. Ribeiro.
      Precisamos entender que não somos o Real Madrid, e jogos com equipes bem postadas em campo nos dificulta a vida. a torcida tem que apoiar mais que nunca.

Comentários não são permitidos.