Matheus Thuler analisa dupla com Léo Duarte: “Ele é mais técnico”

O Flamengo vem revelando boas peças para atuar no time profissional e o setor defensivo é uma das posições em que vem chamando a atenção de torcedores pelos bons nomes em que surge no clube da Gávea. Atualmente, Léo Duarte e Matheus Thuler demonstraram um bom futebol e encheram a torcida de esperanças. Thuler, de 19 anos, concedeu entrevista exclusiva ao Globoesporte.com e analisou a diferença entre os dois zagueiros.

Matheus se vê como um defensor mais forte, de chegadas mais contundentes, enquanto Léo é mais técnico com a bola nos pés. O garoto acredita também que os dois não precisam se completar exclusivamente, mas sim todos os zagueiros do plantel precisam estar encaixados, independentemente de quem for a dupla escolhida.

Eu acho que tenho muita vontade, sou um jogador forte. O Léo é mais técnico, mas não acho nem que temos que nos completar, por que um zagueiro jogando do lado do outro tem que se completar sempre, independentemente de quem for —, disse Thuler.

Os Garotos do Ninho formaram a defesa por 288 minutos no Campeonato Brasileiro deste ano — partidas inteiras contra o Atlético-MG, Paraná e Palmeiras e por 18 minutos diante do Fluminense —, e sofreram apenas um gol. O entrosamento vem dos treinamentos como reservas e da amizade fora de campo.

Matheus Thuler é convocado com frequência pela Seleção Brasileira, mas sub-20. Inclusive, nas duas últimas convocações, o Fla solicitou que ele fosse liberado para que pudesse continuar fazendo parte do plantel profissional, que atualmente conta com cinco jogadores para a posição: Juan, Réver, Rhodolfo, Léo e Thuler. O atleta recebeu a compreensão do técnico da seleção sub-20, Carlos Amadeu, pelas dispensas e o técnico o projeta no sul-americano da categoria em 2019.

Matheus subiu para os profissionais do Mengo em meados de 2017, mas tivera apenas uma oportunidade de entrar em campo. Em 2018 as coisas mudaram. O jovem já fora utilizado em dez ocasiões e tem a confiança do atual treinador Mauricio Barbieri. Não à toa, o clube freou a busca por contratar um novo zagueiro, o que antes era visto como prioridade pela comissão técnica e dirigentes.

Nesta temporada, o garoto foi utilizado em duas ocasiões complicadas. Em uma delas, o Flamengo enfrentou o então líder do Campeonato Brasileiro, Atlético Mineiro, em Minas Gerais, no Horto. A dupla Thuler e Léo Duarte se saiu bem e não sofreu gol na vitória rubro-negra por um a zero sobre o Galo. A segunda vez, foi contra o Palmeiras em São Paulo, no Allianz Parque, e, além de se sair bem, Matheus marcou o gol de empate do Mais Querido no cotejo que terminou um a um.

Veja também