Wallim garante que Flamengo não estaria “uma zona” se ele fosse dirigente

Wallim Vasconcellos tentou ser candidato à presidência do Flamengo em 2012, mas, após ser impugnado, não pôde concorrer. Porém, ele assumiu o cargo de vice-presidente de futebol no ano dó último título nacional conquistado pelo clube, a Copa do Brasil de 2013. Por isso, o ex-candidato acredita que se ainda fosse dirigente do Fla, a equipe “não estaria uma zona“.

Se eu estivesse no Flamengo, não estava essa zona não. Não tinha chegado a esse ponto de jogador não correr. A relação tem que ser estabelecida antes, as regras têm que ser dadas antes. A regra é clara: ‘assim que vai funcionar, quem quiser, quer, quem não quiser, vamos dizer agora, vamos ser abertos, que não tem problema nenhum’ —, disse Wallim.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir! 


Após ser questionado sobre o que faria se assumisse um cargo dentro do Fla atualmente, nas condições atuais, Wallim garantiu que não tem muito a ser feito. Por fim, ele recordou que demorou parar conquistar a confiança e respeito dos jogadores na época de VP de futebol, com isso, seria difícil chegar cobrando os atuais atletas do Mengão.

Hoje? Não tem muita coisa a ser feita não. Faria o que? Chegaria chutando a porta, dando esporro? Não dá… A relação, eu aprendi muito isso, demorei um pouco a conseguir ter uma relação de confiança e respeito com os jogadores do Flamengo. Demorou uns três ou quatro meses até os caras acreditarem no que eu falava, no que eu prometia e cumpria… Quando comecei a fazer isso, eu comecei a cobrar —, concluiu o ex-candidato.

Wallim Vasconcellos é um dos mentores da atual chapa de oposição Unidos Pelo Flamengo (UniFla), em que tem Rodolfo Landim como candidato à presidência e Rodrigo Dunshee como vice. Porém, Wallim não tem cargo definido para assumir, caso a UniFla vença a eleição que será em dezembro deste ano. Marcelo Vargas é outro candidato da oposição, mas concorrerá pela Chapa Branca. Representando a situação, Ricardo Lomba concorre pela Chapa Azul.

Veja também

  • O cara é oposição tá aí cheio de marra, quem é não diz q é!! Minha opinião, tomara q grupo de EBM vença!

  • Tava mesmo não só tava falido de novo ladrão

  • Não tenho nada contra ninguém, não puxo saco de ninguém, mas esse Walim só faz o papel de invejoso, fofoqueiro. Só vem a público para agredir as pessoas. Deveria ser mais polido, ser mais ético e fazer a campanha dele de outra forma. Parece até aqueles políticos que só sabem falar mal do outro candidato.

  • Primeia questão é que o Flamengo não é zona nenhuma, pelo contrário é muito bem organizado.
    Também quero mudança e gosto da chapa de wallim (pois possuem o mesmo pensamento de evoluir o clube com responsabilidade) , Agora não podemos confundir a dificuldade em vencer campeonato com zona!
    Também concordo que precisamos pessoas no futebol com postura árdua, visto que exemplos em outros times (São Paulo com Lugano, Ricardo Rocha e Raí) funcionam.

  • Não tem o que fazer? A primeira coisa a fazer é acabar com os “jogadores donos do vestiário” e restabelecer uma relação absolutamente profissional. Mandar embora o treineiro e uma meia dúzia de boleiros inúteis. Barrar Diego o bisonho, Réver, e quem mais seja necessário. Para os resultados pífios que se tem a base consegue fazer melhor. Acabar com as comemorações aviadadas com os dedinhos para cima, trazer o Flamengo raiz de volta.

  • Tem que mudar se não vamos afundar

  • Está mesmo na hora de trocar o comando, mudar de bandeira. Quem vencer, tem que manter o q está indo bem e corrigir o q não funciona há muito tempo.

Comentários não são permitidos.