VP geral do Flamengo, Maurício Gomes é destituído por Bandeira do projeto das Embaixadas

FOTO: REPRODUÇÃO

Vice-presidente Geral do Flamengo e um dos responsáveis pelo sucesso do projeto Embaixadas e Consulados da Nação, Maurício Gomes de Mattos acaba de ser destituído do projeto pelo então presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, a apenas 51 dias do final da sua gestão.

Maurício dedicou a maior parte de sua atuação como vice-presidente a viajar pelas embaixadas e consulados, dentro e fora do Brasil, procurando adeptos e união de todos os lados, como ele mesmo define, “visitando e levando um abraço do Flamengo” aos seus membros. Tudo tendo sido custeado pelo próprio vice-presidente. O reflexo desse trabalho é facilmente percebido pela reação dos grupos de torcedores em cada localidade.


Compre capinhas oficiais do Mengão para seu celular. São diversos modelos para você escolher o que mais combina contigo. CLIQUE AQUI para conferir!


Sobre o desligamento, o dirigente se manifestou por meio de suas redes sociais (veja abaixo):

— Sou sempre portador de boas notícias, mas dessa vez, a notícia é triste. Eduardo Bandeira de Mello acabou de me destituir do projeto Embaixadas e Consulados da Nação. Esse é o projeto da minha vida no Flamengo. Nada e nem ninguém vai me impedir de ajudar, de colaborar, de estar junto com vocês. Eu tenho orgulho de cada um de vocês. Não é o projeto de um homem, é o projeto do Flamengo. Eu sou serviçal desse projeto. Contem comigo, porque eu conto sempre com vocês —, disse o VP.

Ainda, Maurício Gomes de Mattos lamentou a atitude de Bandeira de Mello, mas pediu para que não fossem feitos protestos ou atos contra o presidente. O dirigente voltou a dizer que não deve abandonar as embaixadas, tendo em vista que ele não foi colocado para dentro do mesmo, então, ninguém poderá removê-lo disso.

— Embaixadas e Consulados da Nação, hoje não é um dia bom para mim. Vou cumprir todas as minhas agendas. Ninguém me tira desse projeto. Aliás, nunca me colocaram para dentro, como é que agora vão me tirar? Eu estou com vocês e agradeço todos os atos de solidariedade. Gostaria que ninguém fizesse repúdio ao Eduardo Bandeira de Mello, ele é o presidente do Flamengo. Tem que ser honrado. Então, por favor, vamos manter a calma e gostaria de ato nenhum fosse tomado —, falou Maurício.

As Embaixadas e Consulados da Nação são movimentos espontâneos de torcedores rubro-negros espalhados por diversas localidades do Brasil e do exterior, que se reúnem para assistir aos jogos do Flamengo e comemorar suas vitórias e conquistas – além de trazer novos sócios-torcedores, contribuir para divulgar os valores e campanha do clube e realizar campanhas sociais.

Entenda melhor o projeto em: http://www.flamengo.com.br/embaixadas-e-consulados

Veja também

  • Lamentável EBM e triste fim.. Tomara que o novo presidente não faça nenhuma desta lista enorme de bananices suas

  • O Flamengo não é quartel para quem não bater continência para “o Bandeira” ser expulso… Triste, melancólico e solitário fim do EBM.

  • Atitude mesquinha, por isso não arrumou nada na política e vai sair do clube cheio de desafetos.

  • Que patético esse Banana de Mello, usando a presidência para descontar suas birras pelo fato do cara apoiar a oposição.

  • Eita, o homi tá desesperado com a outra derrota eleitoral que se avizinha. Tem nada não, em Dezembro os sócios do Flamengo demitirão o Banana de Merda, portador da comenda de Fiu fiu do clube. Falta pouco, 52 dias pra essa turma sair pra sempre e cair no radar do Excelentíssimo Sr. Sérgio Moro, próximo Ministro da Justiça. Ai não terá escapatória, os carros pretos certamente estarão com seus tanques cheinhos, os agentes sedentos para apanhar essa trupe, que tem amizades muito fortes com a turma do Cabral, Paes, Pezão, Maracanã e etc.

Comentários não são permitidos.