Tem vaga? Sem espaço, zagueiro Léo Lacroix não deve permanecer no Hamburgo (ALE)

FOTO: DIVULGAÇÃO

Nascido na Suíça, mas filho de mãe brasileira, o zagueiro Léo Lacroix não deve permanecer no futebol alemão para a próxima temporada. Insatisfeito no Hamburgo, que atualmente disputa a segunda divisão do campeonato nacional, o jogador está de saída e o Brasil pode ser um possível destino. O defensor também desperta o interesse de clubes da Suíça, da Inglaterra (segunda divisão) e da própria Alemanha. A informação foi publicada no jornal “Bild”, um dos principais veículos do país.

Ainda segundo o tabloide alemão, Léo Lacroix é apenas a quarta opção para a zaga do Hamburgo. Emprestado ao clube com opção de compra prevista em contrato, o zagueiro deve sair ao fim da temporada e retornar para o Saint-Étienne, da França, com quem tem vínculo até junho de 2020. Entretanto, uma eventual mudança de ares pode não ser dificultada pelos franceses, que o emprestaram nas duas últimas temporadas.

Em 2017, o jogador declarou em entrevista ser torcedor do Flamengo. Apesar de nascer na Suíça, Léo chegou a morar no Rio de Janeiro e contou que toda a sua família é flamenguista. O atleta, de 26 anos, também enalteceu a torcida rubro-negra, classificando-a como “coisa de louco”. Vale lembrar que a equipe da Gávea chegou a sondar as situações de Dedé e Miranda, mas não conseguiu avançar nas tratativas. Ainda assim, a vinda de mais um zagueiro não é descartada pela diretoria.

Como um bom carioca, eu sou flamenguista. A minha primeira camisa foi a do Flamengo, e minha família toda também é flamenguista. Eu não tenho muita oportunidade de assistir aos jogos no estádio, que é uma coisa de louco. Eu cheguei a ver um jogo da Libertadores. A torcida é incrível, realmente é uma coisa de louco. Eu gosto desse clube. O Flamengo é bem falado no mundo inteiro, é um grande clube -, revelou em contato com a “ESPN“.

Léo Lacroix se destacou no futebol atuando pelo Sion, da Suíça.  Em 2016, se transferiu para Saint-Étienne, mas já no ano seguinte foi emprestado para o Basel, também da Suíça, e posteriormente para o Hamburgo, com quem tem contrato vigente até junho de 2019. O jogador também contabiliza passagens pela Seleção Suíça, mas acabou ficando de fora da lista de convocados para Copa do Mundo da Rússia.

1 Comentários
  • Criação de sites e aplicativos para celular