Criado no Flamengo e com passagem pelo Flu, Kayke alfineta torcida tricolor: “Não enche estádio”

Com 40 milhões de torcedores, o Flamengo é o clube com a Nação mais apaixonada do mundo. Não a toa, o Rubro-Negro constantemente bate recordes de público no estádio e também de audiência televisiva. No entanto, não é assim com as outras equipes do Rio de Janeiro. Com o Fluminense, por exemplo, a história é bem diferente, uma vez que poucos são os momentos em que a torcida tricolor lota o estádio. O fato, aliás, foi destacado pelo atacante Kayke, cria do Fla, que defendeu o Mais Querido em 2015, e também teve passagem pelo Flu.

Hoje jogando pelo Goiás, o jogador se prepara para encarar o Fluminense na estreia do Campeonato Brasileiro de 2019. Quando questionado sobre o fator campo – pois a equipe carioca será mandante -, o atleta minimizou, afirmando que essa possível força acabava se perdendo por conta da ausência de uma possível ‘pressão’ da torcida rival.

– O Fluminense é time grande, assim como o Goiás. Porém, no meu ponto de vista, o fato de estarmos jogando fora de casa não irá interferir muito. Podemos citar alguns clubes que teremos certas dificuldades no externo, coisa que não vai acontecer no fim de semana. O Fluminense não enche estádio, que tem uma torcida tão presente no Maracanã. Eu estive lá, sei do que estou falando. De certa forma, não que facilite, porque não vamos encontrar jogo fácil, mas não é um ponto extracampo que vai influenciar –, declarou Kayke.

A partida entre Fluminense e Goiás está marcada para as 19h (horário de Brasília) deste domingo (28). Antes disso, o Flamengo estreou no Brasileirão: logo na primeira rodada, o Rubro-Negro encarou o Cruzeiro e venceu o duelo por 3 a 1, com dois gols de Bruno Henrique e um de Gabigol.

Veja também