“Não leio livros sobre futebol. Todo o meu trabalho de campo foi eu que criei”, garante Jorge Jesus

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / MARCELO CORTES / FLAMENGO

O Flamengo contratou o treinador Jorge Jesus em junho deste ano, após o desempenho do time ter sido aquém da expectativa no início da temporada, quando Abel Braga ainda comandava o Fla. A partir de que o português chegou, o Rubro-Negro tivera uma evolução considerável e, agora, é apontado por muitos como a equipe que desempenha o melhor futebol no Brasil.

Em entrevista ao programa Esporte Espetacular, da TV Globo, o treinador português contou que não costuma ler livros sobre futebol, com isso, ele se considera autodidata. Jorge Jesus ainda comentou sobre a sua saída do Al Hilal, dos Emirados Árabes.

Eu sou autodidata. Não leio livros sobre futebol. Todo o meu trabalho de campo foi eu que criei, fui eu quem pensei. Acho que um treinador é isso. Claro que há muitas ferramentas que ajudam o trabalho do treinador, é preciso ter uma estrutura para proporcionar sua valorização. Não sei explicar muito mais… Minhas exigências vão de acordo com o que eu acredito. Durante os anos, os caminhos que tracei tive êxito por onde passei -, disse, antes de concluir:

Na Arábia Saudita, fui embora com o time seis pontos de vantagem na liderança. Saí e não ganharam nada. Fui embora porque quis. Acredito muito naquilo que fazemos e tentamos passar aos jogadores as nossas ideias. Tem que ser exigente em qualquer profissão. Tem que conhecer. Se não conheces, como vai exigir? Há uma diferença grande entre ensinar e saber ensinar. Ensinar, todos sabem. O saber ensinar é que faz diferença -, finalizou o Mister.

Jorge Jesus deu início ao seu trabalho no dia 20 de junho. Desde então, o treinador fez o time evoluir consideravelmente. Agora, o Rubro-Negro briga por dois títulos. O Fla está nas semifinais da Libertadores da América e lidera o Campeonato Brasileiro. O Mister, como gosta de ser chamado, tem cerca de 69% de aproveitamento no Mais Querido, são 15 jogos, nove vitórias, quatro empates e duas derrotas.

  • Caro Jorge Jesus, como admirador seu
    de longa data deixo aqui uma sugestão:
    Treinar, jogar e ganhar
    Quanto ao resto sugiro o silêncio
    Quanto as grandesas pessoais, para falar delas, o tempo verbal mais indicado será o preterito, nunca o presente e muito menos o futuro.
    Boa sorte, mas insisto, sugiro que fale menos…
    SRN

  • Quem sabe ele escreva uns livros para que os técnicos brasileiros leiam para aprender!

  • Concordo com o Walter. Vamos aguardar o final dos campeonatos.

  • O Mister é o melhor treinador do Flamengo há décadas, mesmo porque nós nunca primamos por ter grandes treinadores, só o Coutinho que pra mim era um gênio e o Carlinhos que era o que tinha mais indentificação com o Clube, agora o que nós tivemos no passado foi grandes times que ajudaram muito a esses treinadores e a outros que vieram depois. Vida longa ao Mister no Flamengo.

  • Livros só servem para quem não sabe ler. Passou de mero observador para organizador, deixou de copiar e passou a produzir. O autodidata tem suas qualidades, mas, convenhamos, são para poucos, principalmente, para aqueles que criam seus próprios métodos. Vida longa ao Jorge Jesus!

  • Queria eu que falassem menos !!!
    Deixa ser campeão pra depois falarem que o cara é Mestre, que é conhecedor.
    Aí acontece uma eliminação pq o time não rendeu, o time acordou zuado…. aí a culpa é toda do treinador e aí o cara não presta mais pro time.

  • O legal do JJ é q ele não tem frases prontas, evita o senso comum e não tem medo de imprensa, dirigente e torcida.
    Ao mesmo tempo, pessoas com esse tipo de personalidade, não engolem sapo e se injuríam com algo, caem fora.
    Então, não se surpreendam se um belo dia JJ, dizer q enjoou do Brasil, pagar a multa (se houver) e zarpar. Mesmo com títulos e ganhando bem.

  • A pergunta que não quer calar:

    Seria o Mister JJ um gênio do futebol ?

    Só o tempo dirá mas me preocupa muito hoje ver o Flamengo sem ele no comando do time..

    É incomparável a todos outros que estiveram comandando o Flamengo nas últimas décadas.

    Viva Jorge Jesus!

    SRN

Comentários não são permitidos.