Volante do Bahia prega respeito para enfrentar o Flamengo, mas garante não ‘ter medo de ninguém’

FOTO: FELIPE OLIVEIRA/EC BAHIA

Neste domingo (9), o Maracanã ficará lotado para presenciar um confronto entre times em momentos diferentes. O Flamengo recebe o Bahia no Templo do Futebol e tem todos os motivos para confiar em uma vitória: sem perder há 22 jogos – 18 deles no Brasileirão -, o Mais Querido lidera o campeonato com sobras e joga para tentar ampliar ainda mais a vantagem para o segundo colocado. Já o Tricolor baiano não vence há cinco partidas e vê diminuírem as chances de uma vaga no G6. Ainda assim, os atletas tentam não deixar o desânimo atrapalhar em uma sequência onde vão enfrentar, em duas rodadas seguidas, os dois líderes do certame.


Como cuidar do seu dinheiro e ajudar o Flamengo ao mesmo tempo? Isso é fácil, com o Banco BS2!


Nesta sexta-feira (8), o volante Flávio, do Bahia, concedeu entrevista coletiva no CT da Fazendinha. Antes de enfrentar o Flamengo, o jogador falou em “respeito” para encarar adversários tão fortes, mas afirmou não ter medo.

Não tenho medo de ninguém. Não tenho medo de Flamengo, de Palmeiras. Respeito. Se tivesse medo, tenho dois amarelos, tomava o terceiro contra a Chapecoense e estava fora. Mas de forma alguma faria isso. Nada melhor que a gente enfrentar o líder e o vice-líder do campeonato para dar a volta por cima e provar para todo mundo que o Bahia não desaprendeu a jogar o futebol bonito e vistoso do primeiro turno -, afirmou.

O volante se amparou na primeira metade do Brasileirão para justificar a confiança em uma volta por cima. O Bahia foi responsável pela última derrota sofrida pelo Flamengo no Campeonato, em Agosto. Em seguida, enfrentou o então líder Palmeiras e, fora de casa, empatou por 2 a 2. O Esquadrão de Aço emplacou uma sequência de nove jogos sem perder.

A gente respeitou o Flamengo da melhor maneira possível no primeiro turno. Mesmo quando estava 3 a 0, não fizemos graça ou tocamos de lado. Não será diferente agora. Temos nossas convicções, sabemos que podemos enfrentar o Flamengo de igual para igual. Na Fonte Nova ou fora de casa, vamos olhar o adversário no olho, seja o líder do campeonato ou quem estiver lá em baixo. Podemos usar o retrospecto a nosso favor. No primeiro turno, empatamos com Cruzeiro em casa e com a Chapecoense fora e ficamos nove jogos sem perder. Demos um salto grande na tabela. Vamos respeitando a equipe do Flamengo, mas vamos para vencer o jogo -, declarou.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O goleiro do Atlético MG disse a mesma coisa.

  • Quanto foi o último jogo entre às duas equipes otários?

  • Mão é questão de MEDO, mas sim de FUTEBOL

  • Só falta derrotar esse para o Flamengo ter ganho pelo menos uma partida contra cada um dos adversários. Pode ficar faltando apenas com o São Paulo que no jogo do returno preferiu não jogar e só parar as jogadas!

  • Po cara, com esse visual os outros é que têm medo de você.
    A gente logo mais conversa…

  • Claro, ele nunca vai falar que tem medo. Mas que dá medo nos adversários, dá mesmo. Ser acuado o tempo todo e vendo que a qualquer momento vai tomar um gol., seja mais humilde, faz bem.

  • O Mengão vai esmagar a sardinha