Gabigol é eleito o “Rei da América” em votação de jornal uruguaio

O elenco do Flamengo curte as férias após os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa Conmebol Libertadores. 2019 foi uma temporada de bastante destaque para os jogadores rubro-negros, sobretudo para Gabriel Barbosa, que atingiu marcas significativas pela equipe carioca.


Abra sua conta GRATUITAMENTE, não pague mais tarifa bancária e de quebra, ajude o Mengão a se tornar mais forte!


Com o desempenho em alto nível, Gabigol participou da votação no jornal uruguaio El País e foi eleito o “Rei da América“. O artilheiro recebeu 45% dos votos (168). 372 jornalistas participaram da pesquisa. Jorge Jesus ficou em segundo no quesito de melhor técnico, com Marcelo Gallardo, do River Plate, ocupando a primeira posição pelo segundo ano seguido.

Bruno Henrique ocupou a segunda posição, com 83 votos (22%), enquanto Giorgian De Arrascaeta ficou em terceiro, com 40 (11%). Ou seja, o pódio foi todo flamenguista. Ignácio Fernandez, do River Plate (ARG), é o quarto, com 25 votos (8%).

Gabriel Barbosa foi o artilheiro do Flamengo na temporada. O jogador disputou 59 jogos e balançou a rede em 43 oportunidades, além de ter dado 12 assistências. Um dos principais destaques do Rubro-Negro em 2019, Gabigol ainda não definiu seu futuro para 2020. O Fla busca chegar a um consenso e contratar em definitivo o atacante, que ainda aguarda propostas da Europa. O clube carioca e a Inter de Milão, dona dos direitos do atleta, já chegaram a um acordo, restando apenas o sinal positivo do goleador.

Lista dos votados para “Rei da América”:

– Gabriel Barbosa / Brasil / 168 votos (45%)
– Bruno Henrique / Brasil / 83 (22%)
– G. De Arrascaeta / Uruguay / 40 (11%)
– Ignacio Fernández / Argentina / 25 (8%)
– Enzo Pérez / Argentina / 21 (5%)
– Éverton Sousa / Brasil / 9 (2%)
– Roque Santa Cruz / Paraguay / 5 (1%)
– Nicolás De La Cruz / Uruguay / 4 (1%)
– Rafael Santos Borré / Colombia / 3 (1%)
– Dani Alves / Brasil / 2 (0.5%)
– Yeferson Soteldo / Venezuela / 2 (0.5%)
– Filipe Luis / Brasil / 1 (0.3%)
– Franco Armani / Argentina / 1 (0.3%)
– Carlos Vela / México / 1 (0.3%)
– Paolo Guerrero / Perú / 1 (0.3%)
– Jorge Pinos / Ecuador / 1 (0.3%)
– Germán Cano / Argentina / 1 (0.3%)
– Rodolfo Pizarro / Argentina / 1 (0.3%)
– Juan F. Quintero / Colombia / 1 (0.3%)
– Franco Armani / Argentina / 1 (0.3%)
– André Pierre Gignac / Francia / 1 (0.3%)

Veja também