Rômulo Moreira: “Flamengo 2019 X Flamengo 2020”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

Em 2020, tudo começou bem diferente dos últimos anos. Desconformemente, do ímpeto das últimas temporadas, no qual o Palmeiras contratava com impacto, após fechar no vermelho, o alviverde começa o novo ano sem nenhuma novidade. O rival Corinthians, por sua vez, apresentou alguns reforços como Luan, Sidcley e Cantillo, mas perdeu algumas atletas importantes como Junior Urso, Clayson e Sornoza. No entanto, eles não têm o impacto para mudar o clube alvinegro de patamar. Mudança mesmo foi a chegada de Vanderlei Luxemburgo e Thiago Nunes, respectivamente, cuja perspectiva é transformar o padrão de jogo das duas equipes.

De forma distinta dos outros, a diretoria do Flamengo traz mudanças que qualificam o elenco como, por exemplo, Pedro Rocha, Gustavo Henrique e, provavelmente, Thiago Maia e Michael. Todos bons jogadores com potencial para serem titulares no decorrer da longa temporada. Fica evidente, portanto, que ele inicia essa nova fase tendo como maior rival seu próprio sucesso, isto é, o maior adversário rubro-negro é a versão que venceu a Libertadores e o Brasileirão e, consequentemente, encantou o Brasil com seu futebol ofensivo e vistoso.


Para disputar com um competidor tão qualificado, o mengão precisa superar alguns desafios. Cada vez fica mais difícil a permanência de Gabigol, já que a Inter de Milão estuda envolver o camisa 9 em uma negociação com o Chelsea, da Inglaterra. Reinier, seu reserva imediato e jogador mais prodígio do clube, está de malas prontas para acertar com o Real Madrid. Assim, Jesus teria que modificar a dinâmica do time. Pedro Rocha, Vitinho e Bruno Henrique jogam majoritariamente pela esquerda. Caso Pedro Rocha faça o falso 9, como ele fez no Cruzeiro, a estrutura é muda. Se contratar o Pedro, ex-Fluminense e centroavante clássico, a transformação é maior ainda.

O planejamento do elenco é algo complexo. Em 2019, Marcos Braz e Bruno Spindel só marcaram golaços. Já o verdão errou na composição do plantel e mesmo com enorme suporte financeiro não conquistou nada. Por isso, acredito que a diretoria deve contratar mais um atacante para o lado direito. O futebol é muito cíclico. Às vezes, chega uma grande proposta e muda tudo. Logo, é imprescindível ficar atento em algumas posições. Até porque há dinheiro em caixa.

O colunista deseja a todos os amigos de confraria e aos leitores da Coluna do Fla, um ótimo ano com excelentes perspectivas.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • A materia falha dos rivais palmeiras e corinthians;

    O Corinthians dispensou bem sornoza e clayson pouco acrescentavam. Junior urso era o mais efetivo dos 3 mas mesmo assim pouco acrescentou no ano. Entao foi bem detectado o que nao funcionou… agora as contratações do Luan e Cantilo sao bem perigosas. O primeiro vive machucado e o segundo é ainda uma promessa de bom futebol.

    O Palmeiras parece que vai desinvestir esse ano. O Luxa é um tecnico melhor que o Mano mas mesmo assim tem mto tempo que nao tem um bom trabalho. Até agora só vejo o time enfraquecendo, apesar de continuar forte.

    Comparado a eles o Fla contratou bem. O Pedro Rocha e o Gustavo Henrique melhoram muito a qualidade do banco. Se trouxer o Thiago Maia ou algum outro bom jogador para brigar com o Arao a gente tb sobe bastante a qualidade do banco. O grande problema vai ser perder o Gabigol e encontrar um reserva bom para o Rafinha

  • Acredito que o Vitinho irá recompor o lugar do Gabigol dentro do elenco é cujas características mais se aproximam, com poder de finalização, arrancada e ainda tem o drible como vantagem, se bem treinado pode ser o atacante pelo lado direito mais presente na área, nas mãos do JJ ele pode ser esse cara.