Após Flamengo sinalizar pagamento da multa rescisória, Athletico acelerou venda de Bruno Guimarães ao Lyon

FOTO: DIVULGAÇÃO

O Flamengo montou o planejamento para este ano e não escondeu o interesse em contratar um novo volante. O Rubro-Negro se reforçou com Thiago Maia, do Lille, da França, por empréstimo até junho de 2021. Porém, antes disso, o time carioca investiu em Bruno Guimarães, que preferiu ir para o Lyon, também da França. Entretanto, antes do acerto entre as partes, o Fla tivera um papel fundamental nessa negociação.


Qual será a próxima vítima do Flamengo? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Isso porque, segundo o jornalista português Bruno Andrade, do portal Goal, o Flamengo entrou em contato com Mario Celso Petraglia, presidente do Athletico-PR, e informou que aceitaria cobrir a multa rescisória para o mercado brasileiro, estipulada em 17 milhões de euros, solicitando assim autorização para tratar diretamente com o jogador. Petraglia, no entanto, pediu tempo para conversar com o volante.

O mandatário do Athletico detalhou a situação ao Bruno Guimarães, mencionando o fato de receber um valor menor caso viesse a aceitar a proposta do Flamengo. Além disso, Mario Celso Petraglia informou ao Lyon a forte investida do Rubro-Negro carioca, mencionando ainda que haviam outros clubes interessados, como o Arsenal, da Inglaterra, o Benfica, de Portugal, e o Atlético de Madrid, da Espanha.

Com isso, o Lyon, através do ex-jogador Juninho Pernambucano, acelerou as tratativas para comprar o jogador. Porém, a decisão, no final de tudo, ficou por conta do próprio Bruno Guimarães, que foi seduzido com o projeto apresentado por Juninho. Atual diretor de futebol do time francês, o ex-meia apontou um cenário positivo para o atleta, afirmando que o mesmo chegaria como referência à equipe e que rapidamente seria convocado por Tite para a Seleção Brasileira.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *