Ex-presidente do Botafogo explica relação ruim com o Flamengo e provoca: “Levaram muito olé”

FOTO: DIVULGAÇÃO

A relação entre as diretorias de Flamengo e Botafogo não é das melhores há alguns anos, vide a última polêmica envolvendo os clubes sobre o retorno ou não das atividades em meio à pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao blog do Alexandre Praetzel, do UOL, o ex-presidente do alvinegro, Carlos Eduardo Pereira, comentou sobre essa ligação ruim com o Rubro-Negro.


Ganhe dinheiro com capinhas e acessórios do Mengão!


— Na minha gestão, vivi isso e fui acusado de não criar um ambiente colaborativo. O problema é que as coisas não são possíveis com o clube da Lagoa. Não faz parte do planejamento deles, a cooperação entre os quatro grandes do Rio de Janeiro. Isso eu vejo como algo essencial. Grande clube nenhum existe sem os outros três. Isso é básico, fundamental. O Estado precisa dos quatro fortes para gerar o produto clássico. Infelizmente, não se consegue essa mentalidade. Os clubes de SP deram uma belíssima demonstração de que pensam em conjunto, de forma uníssona. Nós não podemos deixar o nosso produto campeonato ser contaminado pela política. Botafogo tem uma postura da preservação da saúde dos seus atletas e torcedores. Essa disputa de quem vai começar a treinar ou não, ora, não vamos aceitar essa pressão –, explicou Carlos Eduardo Pereira, que prosseguiu:

— O Rio de Janeiro não está pronto para voltar. Ficar se xingando, não cabe ao presidente do Flamengo ficar se referindo ao Botafogo. Levaram muito Olé, jogadores que vieram de lá e deram certo no Botafogo, Zico não podia ver o Botafogo, isso marcou o Flamengo. O potencial de um clube hoje, se é maior do que os outros, isso não o faz melhor do que os outros. Se eles entendem que estão muito adiante dos outros, tem alguma coisa errada, não é por excesso de competência e sim por um determinado momento, esse clube recebeu muito mais de um contrato de TV, em relação aos outros. Se o Botafogo tivesse recebido os R$ 500 milhões que o Flamengo recebeu, estaria com a casa arrumadinha, sem dificuldades –, conlcuiu.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *