Provável patrocinadora do Fla, Amazon cresce durante pandemia, bate recorde no valor de mercado e contrata mais de 100 mil funcionários

FOTO: DIVULGAÇÃO

Por: Paula Mattos

Provável patrocinadora master do Flamengo, Amazon bateu recorde no valor de mercado ao alcançar a casa do 1 trilhão de dólares, se tornou a empresa mais valiosa do Mundo e ‘nadou contra a corrente’ durante a crise causada pela pandemia Mundial da Covid-19, contratando mais de 100 mil funcionários. Conforme divulgado pela própria empresa, considerando o aumento no número de vendas online com o isolamento social, planos de contratação foram anunciados em março e abril, de modo a reforçar a rede de atendimento e entrega.

Segundo dados da Amazon, 175 mil novos empregos foram gerados durante a crise do novo coronavírus, significando um investimento total de U$800 milhões em remunerações. Com o intuito de ajudar os funcionários atingidos pela pandemia, a Amazon está oferecendo flexibilização de licenças e desenvolveu uma política para cobrir circunstâncias da Covid-19, como fechamento de escolas ou indivíduos de alto risco.

De acordo com informações divulgadas pela Brand Finance, levando em consideração não apenas a ‘força da marca’, mas também investimentos em marketing, patrimônio das partes interessadas e suas contribuições para o desempenho financeiro das empresas, a Amazon se tornou a empresa mais valiosa do Mundo, superando a Google e a Apple, segundo e terceiro lugares do ranking, respectivamente.

No topo da lista, a provável nova patrocinadora master do Flamengo aparece U$ 221 bilhões, representando a categoria varejo. Em segundo lugar, a Google, com U$ 160 bilhões e, em terceiro, a Apple, com U$ 141 bilhões.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Durante a pandemia Mundial do novo coronavírus, não apenas o possível novo patrocinador do Flamengo vêm adotando medidas para ajudar os mais atingidos pela crise. O Mais Querido, por exemplo, além da doação de cestas básicas e frascos de álcool gel para comunidades carentes, pensando nos clubes de menor expressão, fechou uma parceria com a Rede ‘D’or e vai disponibilizar um hospital privado para que ninguém fique desassistido.

Pensando na segurança de seus jogadores, comissão técnica e funcionários envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu, o Flamengo encomendou uma máquina chamada ‘ProCOV’, que será instalada no centro de treinamento e fará a esterilização e medição de temperatura de todos que passarem pelo CT. Além disso, o clube estuda instalar uma espécie de hospital de campanha dentro do Ninho,

Na parte esportiva, o Rubro-Negro também se adaptou ao coronavírus e está servindo de espelho para outros clubes e, até mesmo, modalidades. Um protocolo de segurança para o retorno do futebol foi elaborado pelo Dr. Márcio Tannure, chefe do departamento médico do Mengão, que está sendo consultado por outras equipes e federações em prol do esporte.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *