Amazon quer redução no valor do patrocínio e negociação com o Flamengo congela

FOTO: DIVULGAÇÃO

Antes do início da pandemia do novo coronavírus, o Flamengo abriu conversas com a Amazon para o patrocínio master do clube e, até o começo desta semana, a negociação era considerada ‘avançada’. No entanto, a empresa mais valiosa do Mundo solicitou uma redução de 30% no valor do patrocínio, estacionando as tratativas.

Segundo informações da ESPN, a Amazon sinalizou o patrocínio com diminuição de 30% do valor previamente combinado e, por este motivo, o Flamengo não teria aceitado a nova imposição, congelando a negociação. Inicialmente, foi divulgado um total de R$38 milhões/ano, com possível extensão de contrato e alterações no montante de acordo com variáveis.

A Amazon foi cotada para assumir a frente do uniforme, lugar que era ocupado pelo Banco BS2, ex-patrocinador master, que deixou o clube no último dia 30. O valor de contrato entre a gigante global e o Flamengo seria mais que o dobro do montante pago pelo Banco BS2, cujo total girava em torno de R$15 milhões/ano.


Ganhe dinheiro com capinhas e acessórios do Mengão!


Com a rescisão do BS2, o Mais Querido embolsou R$2 milhões de multa rescisória e, no momento, aguarda o desfecho da conversa com a Amazon. Vale lembrar que, no início da pandemia, o Rubro-Negro perdeu o patrocínio da Azeite Royal e viu o atraso no pagamento da Adidas, fornecedora de material esportivo. Todavia, no último mês, a empresa quitou a dívida e acertou as contas com o Mais Querido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *