Após apresentar emenda à MP, deputado diz: “Quem é muito grande tem uma responsabilidade com o todo”

Compartilhe com os amigos

FOTO: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA CÂMARA

A medida provisória 984, assinada pelo presidente da Republica, Jair Bolsonaro, no dia 18 de junho, vem dando o que falar. Isso porque, ela altera a dinâmica dos direitos de transmissão do futebol brasileiro, dando aos clubes mandantes a prerrogativa de negociarem seus direitos de exibição com mais ‘liberdade’. Na última terça-feira, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, informou que o Deputado Pedro Paulo apresentou uma Emenda à MP e antecipou que esta emenda obriga os clubes a formarem uma Liga para negociar os direitos de forma conjunta.

Em entrevista ao Lance!, o parlamentar, que é rubro-negro declarado, esclareceu alguns pontos do que colocou em pauta. Além disso, Pedro Paulo disse que, para ele, seria “fundamental” que o Flamengo assumisse o papel de líder para que a reestruturação do futebol, com a criação desta Liga, seja eficaz e tenha êxito. O parlamentar disse que pelo destaque financeiro, administrativo e esportivo que o Mais Querido tem, seria importante se preocupar “com o todo”.

Acredito que a liderança do Flamengo nesse projeto (criação da Liga) seja fundamental. Toda a empresa tem que olhar o próprio negócio, mas o mercado também… De gás, petróleo. Não tem jeito. Quem é grande, quem é muito grande tem uma responsabilidade com o todo. Claro, temos que entender os interesses do Flamengo também, não dá para exigir deles abrir mão em relação aos demais. Mas seria uma enorme contribuição que o Flamengo pode dar ao futebol brasileiro. E todos, todos ganhariam -, disse antes de completar:

Tenho insistido para o presidente (Rodolfo) Landim e vice-presidentes (do clube), e é importante lembrar que sou flamenguista, que o Flamengo deve liderar o processo da criação da Liga. Isso porque, hoje, é o clube que se destaca nos quesitos financeiro, administrativo e esportivo. Se o Flamengo desse esse passo, presidindo no mínimo o primeiro ciclo da Liga e estabelecendo as regras de funcionamento, não precisaria nem de lei -, finalizou.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Apesar da medida provisória ter sido assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão dos clubes que disputam a Série A do Carioca (com exceção do Flamengo), não vê a MP como válida. Isso porque, a emissora já tem contratos assinados com os demais times e acha que o Rubro-Negro, mesmo sem ter vínculo com ela, não tem o direito de ceder seus jogos a terceiros ou de transmitir na FlaTV (canal oficial do clube) mesmo quando for mandante.

As partes, desde que a medida foi assinada, vivem um imbróglio. A Rede Globo, inclusive, acionou o Flamengo judicialmente e ameaçou rescindir os contratos com todos os clubes os quais ela tem vínculo formalizado. O que causaria um prejuízo milionário para cada um deles e também para a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj).

Compartilhe com os amigos

Veja também