Rodrigo Caio enaltece Jorge Jesus e admite: “Em alguns momentos eu queria xingar ele, de tanta exigência”

FOTO: GETTY IMAGES

Com o futebol paralisado há quase três meses devido à pandemia mundial da Codid-19, o zagueiro do Flamengo Rodrigo Caio concedeu entrevista ao ídolo rubro-negro, Zico. No ‘Canal Zico 10’, o xerife do Mais Querido abriu o jogo sobre sua relação com o treinador Jorge Jesus. De acordo com o camisa 3 do Fla, o jeito detalhista de Mister contribuiu para o crescimento de todos os jogadores. No entanto, ele revelou já ter tido vontade de ‘xingar’ o português por conta de tanta exigência.

Eu não conhecia (o Jorge Jesus). Já tinha visto algumas equipes dele, mas comecei a procurar informações na internet, com alguns jogadores que já tinham trabalhado com ele. E tive as melhores recomendações, que ele era um treinador ‘top’, que ele ia acrescentar muito para o nosso elenco. Por a gente já ter um elenco qualificado e ele pela forma rigorosa, pela forma detalhista, ele ia conseguir implementar sua forma de jogar, sua ideia de jogo, sua ideia disciplinar, que eu acho muito importante no grupo -, disse antes de prosseguir:

Acho que essa é a diferença: quando um treinador consegue colocar primeiro a parte disciplinar, que já era muito boa, e consegue implementar de uma forma natural, que o grupo consegue aceitar, uma parte tática que ele consegue incrementar e todo mundo – mesmo em alguns momentos e eu falo isso com naturalidade – em alguns momentos eu queria xingar ele, de tanta exigência, de tanta cobrança, de tanto que ele ficava na linha de quatro… Nada tava certo, tudo nos mínimos detalhes. E a gente foi gostando disso, foi se desafiando em cima disso. Essa foi a diferença: ele conseguiu tirar de todos os jogadores, o máximo -, concluiu.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Em 2019, Rodrigo Caio foi campeão, junto aos seus companheiros, do Campeonato Brasileiro e da Libertadores da América. Além disso, o xerife começou o ano de 2020 – antes da paralisação do futebol brasileiro – acumulando taças para o seu currículo. Em menos de um mês, o camisa 3 da equipe Rubro-Negra já conquistou três títulos, Supercopa do Brasil, Taça Guanabara e Recopa Sul-Americana.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *