ELE FICA! ‘Deus da Raça’ das quadras rubro-negras, Olivinha renova com o Flamengo

 FOTO: JOÃO NETO/LNB —

O Flamengo segue mostrando sua força no basquete brasileiro. Visando a ‘Retomada das Américas’ com a disputa da grande final da Champions League ainda em 2020, o Mais Querido anunciou a permanência do ídolo e ‘Deus da Raça’, Olivinha, até 2021. Conhecido por ser o maior “reboteiro” da história do Novo Basqeute Brasil (NBB), com média de 11,278, o camisa 16 foi eleito o MVP das Finais de 2019, ou seja, foi considerado o jogador mais valioso do torneio. Além disso, foi o líder em rebotes (6,3) e o segundo cestinha (11,3) do Orgulho da Nação na temporada 2019-2020.

As primeiras passagens de Olivinha pelo Flamengo foram entre 2002 e 2004 e 2006 e 2007. O Deus da Raça voltou para o Rubro-Negro em 2012, para disputar a temporada do NBB, e não saiu mais. O ala-pivô é gigante em títulos conquistados pelo Orgulho da Nação, sendo consagrado campeão Carioca oito vezes (2002, 2006, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2018) e campeão Brasileiro cinco vezes (2013, 2014, 2015, 2016 e 2019). Olivinha também conquistou uma Copa Super 8, em 2018, uma Liga das Américas e uma Copa Intercontinental, em 2014.

Mesmo com o fim precoce da temporada 2019-2020 devido à pandemia mundial do novo coronavírus, a Liga Nacional de Basquete (LNB) está organizando sua festa anual de premiação aos ‘Melhores do Ano’. Olivinha, inclusive, concorre na categoria ‘Melhor Pivô’ do NBB pela primeira vez. Os adversários na disputa são: Lucas Dias e Rafael Hettsheimeir, ambos do Franca, David Nesbitt, do Corinthians, Devon Scott, do Minas Tênis Clube e Gerson, do Rio Claro.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


O vencedor será conhecido nesta sexta-feira (10), às 19h (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no Facebook do NBB. A votação de cada premiação individual conta com a participação de técnicos, assistentes e capitães das 16 equipes que disputaram a atual edição do campeonato, além de imprensa especializada, personalidades do basquete brasileiro, comissários e árbitros.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *