Conmebol lança campanha solidária, doa réplica do troféu da Libertadores e ‘cobra’ participação de craques

FOTO: CLEVER FELIX/LDG NEWS

Apesar do retorno de diversas atividades ao redor de todo o mundo, os efeitos da pandemia do novo coronavírus ainda têm afetado boa parte da população mundial. Em meio a isso, a Conmebol, entidade máxima do futebol do continente, lançou a campanha “Juntos pela América do Sul”, com a ideia de arrecadar fundos e ajudar a Cruz Azul no tratamento da doença em mais de dez países


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol, é um dos entusiastas da campanha. Como representante da entidade, ele fez a doação da réplica oficial do troféu da Copa Libertadores da América, objeto de cobiça dos clubes do continente – título que, aliás, pertence ao Flamengo atualmente: “A Conmebol doará a réplica oficial da Copa Libertadores, principal ícone dos nossos torneios, troféu mais disputado e reconhecido a nível mundial”, explicou o mandatário.

Além da iniciativa por conta própria, a organização ainda tem ‘cobrado’ a participação de atletas na campanha. Diego Maradona, considerado um dos maiores da história do futebol mundial, foi um dos convocados para colaborar. Roque Santa Cruz, ídolo do Paraguai, e Daniel Alves, jogador do São Paulo, também estão na lista.

Na carta de apresentação, o projeto reforça a ideia de seguir reunindo objetos simbólicos e históricos do futebol, doados por atletas e instituições. Por fim, todos os artigos obtidos serão sorteados.

 

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *