Clube árabe oferece quase R$ 30 milhões por Yuri César, e Flamengo recusa

FOTO: LEONARDO MOREIRA/FORTALEZA

Yuri César vive uma boa fase no Fortaleza e suas atuações despertaram interesse de clubes do exterior. O Flamengo recusou mais uma proposta do exterior pelo jogador que está emprestado.  A oferta foi do Shabab Al-Ahli, dos Emirados Árabes, de US$ 5 milhões, em torno R$ 28 milhões. O Mais Querido já havia recusado ofertas do Real Valladolid, da Espanha, e também outra proposta dos dos Emirados Árabes, do clube Al Ain. A informação foi divulgada pelo repórter Venê Casagrande.

Os valores não estão a altura do que o Flamengo deseja receber caso decida negociar a promessa futuramente. Além disso, existe outro fator que pesa contra qualquer clube que tentar a contratação de Yuri César e é que o Fortaleza tem direito a 10% do valor pela “taxa de vitrine”, conforme previsto em contrato – o empréstimo do atleta à equipe cearense vai até fevereiro de 2021.

O Rubro-Negro prepara um projeto de carreira para ter o jogador no elenco profissional após o empréstimo ao Fortaleza. Em síntese, Yuri César vem se destacando bastante na equipe comandada por Rogério Ceni. Até o momento são 19 jogos e cinco gols, além de ótimas atuações que o fizeram cair nas graças da torcida do Leão. Presença constante no time, o atacante participou de todas as partidas de Campeonato Brasileiro, exceto no duelo contra o Flamengo, por conta de questões contratuais.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Com 20 anos, Yuri César tem contrato com o Mais Querido até dezembro de 2024 e multa rescisória de 50 milhões de euros, cerca de 300 milhões de reais. Campeão da Copa São Paulo Futebol Júnior com o Rubro-Negro, Yuri César acumula bons momentos na base do Mengão. Neste ano, o atacante foi artilheiro da Libertadores sub-20, com três tentos marcados. Além da Copinha, conquistou o Brasileirão sub-20 e a Supercopa do Brasil sub-20, ambos em 2019.

Veja também

  • 30 milhões, kkkkk, depois vendem por 150 milhões, 30 milhões é por 25%, o Flamengo não passa mais fome como antes.

  • o Flamengo tinha que criar ou comprar um club no Nordeste ( só da para fazer se formos clube empresa ))

    Ai colocaríamos mais jogadores da base em exposição e o mais importante , numa necessidade poderia “emprestar” um jogador.

    O Flamengo tem muito coisa ainda para explorar…Só depende dele para ser o maior das Americas Financeiramente…

  • É pra rir?????

Comentários não são permitidos.