Ederson volta a detonar Departamento Médico do Fla e revela: “Dr Tannure me passou um remédio de placebo, não tinha nada”

FOTO: PEDRO MARTINS/ AGIF

O Flamengo é bastante questionado quando o assunto é o seu Departamento Médico e, na noite desta quarta-feira (06), viu o assunto voltar à tona. Isso porque, em entrevista aos canais ESPN, Ederson, ex-meia do Rubro-Negro, decidiu quebrar o silêncio sobre a declaração polêmica das últimas semanas, detonou o DM do clube e, também, a pessoa do Dr. Márcio Tannure, chefe da pasta.

– Minha revolta maior foi quando o Dr Tannure me passou um remédio que não tinha nada, era um placebo. E, dentro do grupo, diziam que era da minha cabeça, que eu não queria, que era mental… Sendo que eu tinha um edema ósseo no joelho. Foi muito complicado mesmo. Internamente, no clube, eu sempre tive o respeito de quase todo mundo, porém, nos bastidores, no vestiário, academia, a gente escuta as conversas… Conversas sempre saem e eu percebia que, infelizmente, saiu essa conversa dentro do clube, de que eu supostamente estaria fazendo corpo mole, que não queria treinar, não queria jogar, não tinha nada -, disse, antes de prosseguir:


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


– O Dr. Tannure me passou um potinho cheio de remédios, mas não fazia efeito nenhum, obviamente. Eu guardei esse potinho e, depois de muito tempo, eu fui ver o que era. Consultei alguns especialistas e disseram que não tinha nada. Me revoltou muito porque sempre fui um profissional muito exemplar. Eu estive 12 anos na Europa e não tem uma vírgula para falar de mim, então me dói muito ter passado por isso, porque foi uma falta de respeito -, afirmou.

As polêmicas se iniciaram na última semana, depois que o ex-zagueiro Dener Machado, de 23 anos, foi às redes sociais para anunciar a aposentadoria precoce, que teria sido ocasionada após erros médicos ocorridos em sua época de Flamengo. Após a manifestação de Dener, Ederson também resolver usar as mídias para expor problemas que passou no clube. Apesar das acusações dos ex-atletas, o Flamengo ainda não se manifestou sobre as declarações.

Veja também