Jogadores mordidos e conversa franca com Ceni: protestos de torcedores ecoam internamente no Flamengo

FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO

O momento conturbado vivido pelo Flamengo dentro das quatro linhas gera um desconforto nos bastidores. A permanência de Rogério Ceni no comando começou a ser questionada pelos torcedores e também por uma parte da diretoria Rubro-Negra. No entanto, o treinador segue respaldado por Rodolfo Landim e Marcos Braz. A má fase do time rendeu inúmeras conversas no vestiário.

Desta vez, Rogério Ceni e sua comissão técnica se reuniram com o elenco rubro-negro para mais uma conversa com o objetivo de ‘aparar as arestas’ e reencontrar o caminho da vitória. De acordo com o portal UOL, os jogadores estão ‘mordidos’ com a quantidade de críticas e o protesto no Ninho do Urubu colocou um clima de intimidação.

– Por cerca de 20 minutos, o elenco e o treinador Rogério Ceni debateram o atual momento e concluíram que lamentar os tropeços não vai mudar a situação do Fla na tabela. Daqui em diante, a ordem é mirar os dez jogos que faltam para que o sonho pelo título siga vivo.

– A avaliação interna é de que os jogadores rubro-negros ficaram ‘mordidos’ após a enxurrada de críticas que vieram depois da derrota por 2 a 0 para o Ceará. Para adicionar ainda mais pimenta ao momento conturbado, o protesto de alguns torcedores adicionou um pouco mais de fervura ao caldeirão. Apesar de a manifestação ter sido tratada como “normal”, fato é que o clima de ameaça e intimidação sempre incomoda – escreveu Léo Burlá para o UOL

Visando superar a crise que assola o Ninho do Urubu, o Flamengo se prepara para enfrentar o Goiás, na segunda-feira (18), às 20h (horário de Brasília), na Serrinha, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o Rubro-Negro está na quarta colocação com 49 pontos e busca a vitória para manter o sonho de título vivo.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *