Jornalista analisa pressão sobre Rogério Ceni e dispara: “Não dá para dizer que acabou o amor depois de doze jogos”

FOTO: THIAGO RIBEIRO / AGIF

O Flamengo vive um momento conturbado dentro e fora das quatro linhas. Com os maus resultados nos gramados, a Maior Torcida do Mundo perdeu a paciência com o técnico Rogério Ceni, jogadores e diretoria, e protagonizou diversos protestos nesta semana, tanto no Ninho do Urubu quanto nas redes sociais. Entre as manifestações, estão pedidos de demissão de Ceni e, também, de dirigentes do Mais Querido.

Em meio ao cenário de pressão sobre o Rubro-Negro, o jornalista Paulo Vinicius Coelho, o PVC, avaliou a situação de Ceni à frente do Mengo e, também, o apoio de Marcos Braz, vice-presidente de futebol, ao atual treinador do Flamengo, que comandou a equipe em apenas 12 jogos.

De fato, é desapontador, mas não é de se avaliar o sucesso ou fracasso por um tempo que não permite a montagem de uma equipe (…) Todos os jogadores e membros da comissão técnica confiam que Rogério será um treinador excelente no futuro. Só o tempo dirá. Mas doze jogos não dizem (…) Quando o trabalho terminar, será possível avaliar seu sucesso ou fracasso. Não dá para pressionar e dizer que acabou o amor depois de doze jogos -, opinou o jornalista.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Rogério Ceni chegou ao Flamengo em meados de 2020 para substituir Domènec Torrent. No entanto, a passagem do brasileiro pelo Mais Querido é extremamente contestada, considerando seu baixíssimo aproveitamento. Além das eliminações precoces nas Copas do Brasil e Libertadores, Ceni tem fraco rendimento no Campeonato Brasileiro e registra apenas 44,4% de sucesso no comando do Mengo. Isso significa o pior aproveitamento dos últimos cinco treinadores à frente do Rubro-Negro e um dos piores números de técnicos da década.

Ainda no cargo de treinador, Rogério Ceni prepara a equipe para o próximo desafio no Brasileirão: o jogo contra o Goiás. A partida será disputada na segunda-feira (18), às 20h (horário de Brasília), no estádio da Serrinha. Pressionado, o Flamengo vai em busca de uma vitória para acalmar os ânimos da Nação e se manter vivo na luta pelo G4 do torneio.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *