Após exigência por titulares no Carioca, dirigente do Fla revela pedido de jogadores para estreia

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Em temporada atípica devido à pandemia do Covid-19, o Flamengo passou por irregularidades, mas se manteve na briga do Brasileirão e chega como favorito ao título na última rodada. A uma vitória do octa, o Mais Querido encara o São Paulo, nesta quinta-feira (25). Contudo, por conta do calendário apertado, a equipe terá pouco tempo para descansar, após a decisão. Isso porque, o Campeonato Carioca já começa uma semana depois.

Nesta quarta-feira (24), em entrevista exclusiva ao Coluna do Fla, Cacau Cotta, diretor de relações externas do Flamengo, comentou sobre o planejamento para a competição estadual. Além disso, ele revelou que alguns jogadores da equipe principal já pediram para atuar na partida de estreia.

– Nosso departamento participa das reuniões. O Campeonato Carioca começa na próxima semana e a gente também está focado nisso. Alguns jogadores da equipe principal já pediram para jogar. Outros terão alguns dias de descanso, isso fica a critério do departamento de futebol.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Antes de se concentrar no Campeonato Carioca, o Mais Querido mantém foco total na ‘final’ contra o São Paulo. O jogo será disputado no estádio do Morumbi, às 21h30 (horário de Brasília), com exibição da Rede Globo. No entanto, o Coluna do Fla traz, como de costume, a transmissão mais rubro-negra da internet, com a voz de Rafa Penido.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Apenas um adendo ao comentário já feito anteriormente, ano passado o carioca iniciou em
    22 de dezembro e encerrou em 15 de julho, e em 9 de agosto iniciou o brasileiro, portanto,
    no ano passado, os atletas tiveram 25 dias de férias entre o fim de uma competição e o inicio
    de outra. Este ano, terão dois dias de férias, não devemos esquecer que chegamos a jogar
    sabádo terça quinta e domingo e um número absurdo de jogadores contundidos, entendo
    que é temerário iniciar domingo próximo o carioca, mandando a campo atletas do time principal, apenas isso, de qualquer sorte, quem define isso é a diretoria e o departamento
    médico.

  • mas eles já não tiveram férias adiantadas no meio da pandemia?

  • Não podemos esquecer que o futebol ficou praticamente 4 meses parado. Férias é só de 30 dias, ficaram uns 100 dias sem trabalhar (jogar e/ou treinar), não dá pra dar mais 30 dias de férias agora.

  • Independente de qualquer entendimento, o que a Lei Maior,(a Constituição Federal), diz é
    que os jogadores tem direito a 30 dias corridos de férias, apesar de estarmos em 25 de
    fevereiro de 2021, hoje se encerra a temporada de 2020, portanto, todos os atletas por Lei,
    devem entrar de férias, como escalar já no próximo domingo alguns titulares. ABSURDO.
    E mais, nem Libertadores, nem copa do Brasil nem brasileiro exigem que times joguem com
    titulares, o grêmio cansa de colocar reserva no brasileiro pra focar em outra competição, ai
    vem ferj e faz uma exigência absurda e todos se curvam a ela inclusive o flamengo, depois
    reclamam e tentam adiar jogo quando fizeram com palmeiras, e haja lesão pra completar.

  • Para mim tem 2 pontos ai.

    1- E elenco é suficietemente bom para poupar os jogadores mais desgastados. Entrar em campo com Hugo, Matheusinho, Leo Pereira, Natan, Rene, Joao Gomes, Vitinho, Michael, Muniz tem que ser suficiente para ganhar o jogo

    2- O elenco ja teve ferias. Sou contra dar uma folga prolongada. Pode até dar uns dias, mas o ideal já é começar a pre-temporada para nao acontecer o que rolou esse ano de começar o brasileiro e o time mal fisicamente. Entao durante o tempo do carioca pode-se fazer um rodizio. Por jogo mete uns 4 ou 5 titulares mesclado com jogadores que precisam ser avaliados ou pegar mais experiencia como Hugo, Ramon, Natan, Joao Gomes. E foca no desenvolvimento fisico dos titulares, colocando-os para jogar em rodizio.

  • Isso é uma estupidez. O
    Flamengo tem um grande
    elenco, com um time suplente
    melhor que os times titulares
    de seus rivais, podendo valer-se
    dessa vantagem para não
    desgastar fisicamente nenhum
    jogador. Deveria ser, inclusive,
    mais ousado, estabelecendo
    contra quais equipes jogaria
    com time titular e com quais
    atuaria com o suplente,
    de tal maneira que nenhum
    jogador participasse de mais
    de 60 partidas por ano.
    O time suplente necessita de
    apenas dois ou três reforços
    para estar em condições de
    grande superioridade em
    relação a maioria dos clubes
    brasileiros. Seria uma grande
    motivação para o time suplente
    saber que jogaria o ano todo,
    conhecendo as datas e os
    adversários. Isso daria ritmo
    de jogo, entrosamento coletivo,
    e faria a superioridade técnica
    da equipe se manifestar e
    prevalecer. Basta ter a coragem
    de apostar na qualidade dos
    suplentes com que conta.