Com renda de bilheteria incerta, Flamengo arrasta dívida bancária para 2022

FOTO: DIVULGAÇÃO/FLAMENGO

Apesar de ainda estar vivo na briga pelo título do Brasileirão, o Flamengo já se prepara para a próxima temporada. Dessa forma, a diretoria rubro-negra já se movimenta nos bastidores para manter o bom fluxo de caixa do clube e, consequentemente, continuar com as contas em dia. No entanto, o Mais Querido precisará pegar novo empréstimo de 35 milhões de reais, visto que planejou o retorno da torcida aos estádios para abril, algo que não acontecerá.

Por certo, o planejamento do Fla falhou neste aspecto. Isso porque, no orçamento digital, previa-se que o Mais Querido quitaria suas dívidas bancárias, que já acumulam 90 milhões de reais, sendo 35 do ano passado e 35 deste ano. Vale ressaltar que ambos empréstimos foram feitos para manter o fluxo de caixa do clube e quitar pendências mais urgentes. Dessa forma, o Mengo adotou uma postura mais cautelosa e preferiu manter o dinheiro girando na Gávea.

Como mencionado, o Rubro-Negro pegará novo empréstimo com o BRB que, curiosamente, é o patrocinador master do Manto Sagrado. Contudo, o montante só precisará ser pago em 2022, assim como os valores referentes ao empréstimo anterior. Dessa forma, fica claro que a gestão atual, presidida por Rodolfo Landim, não precisará arcar com esses custos, visto que 2021 é ano de eleição, ou seja, apenas o sucessor se preocuparia com os gastos.


Aproveite a boa fase do Flamengo para lucrar!


Dessa forma, o clube garantiria fluxo de caixa em mais um ano complicado por conta da pandemia. Como mencionado, a ideia inicial é de que o Fla consiga quitar suas pendências urgentes, sem prejudicar o futuro da gestão inteligente. No entanto, uma ideia fundamental do orçamento não será cumprida. Isso porque o plano de reduzir a dívida líquida para 305 milhões de reais (com 90 milhões de redução) fica longe da realidade atual.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • O clube mandou mal no orçamento. Foi mto esperançoso contar com volta da torcida em maio. Isso é irrealista.

    O que o Flamengo tem que fazer agora é ser pontual no mercado. Ja trouxeram um zagueiro e o time precisa de um meia de criação e talvez um atacante de velocidade. Tem que garimpar no mercado alguem com baixo custo.

    Tirando isso é preciso se defazer de jogadores e gastar menos. Leo Pereira, Michael( que nao deu para entender pq a diretoria nao aceitou a proposta), Vitinho. Sao 3 jogadores de alto salario que precisam ser realocados e gerar uma folga na folha.