Jornalista vê Flamengo de 2019 acima do Palmeiras atual e faz ressalvas: “Comparação covarde”

FOTO: DIVULGAÇÃO / FLAMENGO

A passagem de Jorge Jesus pelo futebol brasileiro rompeu paradigmas e deixou o português com o nome marcado na história do Flamengo. Não à toa, o Palmeiras investiu no compatriota de Mister para assumir o comando da equipe Alviverde: Abel Ferreira. A semelhança entre os dois é a conquista da Libertadores da América, no entanto, para Felipe Facincani, nenhuma comparação é justa.

Isso porque, durante o Bate-Bola Debate da última terça-feira (09), o jornalista destacou que Jorge Jesus teve uma pré-temporada para trabalhar o time do Flamengo e Abel, por sua vez, assumiu o Palmeiras em meio à maratona de jogos. Além disso, Facincani destaca a superioridade do elenco rubro-negro comparado ao Alviverde.

– É um comparativo covarde e até recalcado em alguns momentos. Acho sujo uma pessoa trabalhar o comparativo Jorge Jesus com Abel, porque, primeiro, o Jorge Jesus teve uma pré-temporada, e num ano completo, que não teve pandemia. E teve todo o início para consolidar um trabalho que terminou campeão da Libertadores – antes de completar:


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


– Segundo, o Jorge Jesus teve reforços melhores. Terceiro, o time, do 1 ao 11, do Flamengo de 2019, é melhor que o do Palmeiras. Sem contar a experiência do treinador. Cobrar desempenho de Abel Ferreira com Jorge Jesus, desculpa, é recalque, covardia e até maldade. Não dá nem para comparar.

Cabe ressaltar a campanha de Jorge Jesus à frente do Flamengo. Mister garantiu o título da Libertadores, do Brasileiro, da Supercopa do Brasil, da Recopa Sul-Americana e do Carioca. Desta forma, Jesus deixou o Brasil com mais taças do que derrotas, visto que ao longo da campanha foram apenas quatro derrotas.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Pior que ele está certo