Nos bastidores: Gustavo Henrique se emociona e vai aos prantos após vitória heroica do Flamengo; veja vídeo

FOTO: REPRODUÇÃO / CAHÊ MOTA

O enredo da vitória do Flamengo por 2 a 1 em cima do Internacional tem diversos protagonistas. Dentre eles, Gustavo Henrique tinha tudo para terminar o confronto como o grande vilão da partida. O zagueiro cometeu pênalti em cima de Yuri Alberto, convertido por Edenilson, ainda na primeira etapa do duelo. A pressão foi tanta, que levou o defensor rubro-negro às lágrimas logo após o apito final do embate.

 

Antes indicado como vilão, aos poucos Gustavo Henrique foi reconquistando a confiança durante o jogo e conseguiu terminar a partida como ‘mocinho‘. Fundamental na bola aérea e demonstrando segurança no sistema defensivo, sobretudo após a saída de Rodrigo Caio para a entrada do garoto Natan, o zagueiro expôs toda emoção quando o árbitro Raphael Claus encerrou o confronto, aos 53 minutos da segunda etapa.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


Veja o vídeo: 

O defensor foi o escolhido por Rogério Ceni para substituir Willian Arão. Este vinha atuando como zagueiro, embora seja volante, mas fraturou o dedo do pé durante a última semana e foi desfalque na equipe rubro-negra. Com isso, Gustavo Henrique tivera que assumir a responsabilidade na grande ‘final’ do Campeonato Brasileiro. O resultado positivo colocou o Fla na liderança da competição, com 71 pontos, enquanto o Inter assumiu a segunda posição, com 69.

Willian Arão será reavaliado ao longo desta semana, assim como Rodrigo Caio, que sentiu dores no tornozelo direito e pediu para ser substituído da partida. Sendo assim, Gustavo Henrique está cotado para ser titular novamente, em mais uma decisão do Flamengo. O Rubro-Negro encara o São Paulo, no Morumbi, às 21h30 (de Brasília) de quinta-feira (25). O Mengão tem que vencer este confronto, válido pela 38ª e última rodada do Brasileirão, para não ter que depender de nenhum resultado do embate entre Internacional e Corinthians, no Beira-Rio, no mesmo dia e horário do duelo do Fla.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • E o Gustavo Henrique entregou a rapadura mais uma vez, com aquele pênalti safado… Foi o campeonato inteiro fazendo isso. A equipe já era pra ser campeã há muito tempo. Só não foi ainda por causa desses vacilos.

  • O interessante é que se empatado ou perdido o jogo o responsável seria ele, não p.ex. Bruno Henrique que perdeu um gol “feito” sozinho à frente do Lomba. Sempre sobra para o goleiro ou zagueiros, nunca para os atacantes que perdem gols atrás de gols. Todos erram, não só os caras lá de trás.

  • Gostaria de saber quem foi o gênio que descobriu que esse cara tem características para zagueiro. Esse jogador junto com Léo Pereira, não tem condições nem de ser banco. Ainda bem que ele veio sem custos. O cara é um predestinado, todas as partidas importantes ele nos apronta uma, ou seja, é um verdadeiro para raios de lambanças.

  • Agradece a Deus por sua estupidez de fazer aquele pênalti desnecessário em não ter resultado em uma tragédia de inimaginável consequência. Aproveita o fim do Brasileirão e indenize o Flamengo e compre uma passagem só de ida e não olhe para trás. Vaza ruindade, tchau.