Ex-Fla, Léo Moura anuncia aposentadoria do futebol: “Sou feliz, realizado e agradecido”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Nesta segunda-feira (08), através das redes sociais, Leonardo Moura, ex-jogador e ídolo do Flamengo, anunciou sua aposentadoria do futebol aos 42 anos de idade. Léo escreveu um texto para agradecer todos os envolvidos em sua longeva carreira.

“Obrigado, Futebol! Foram mais de 20 anos jogando profissionalmente, inúmeros títulos, muitas vitórias, pouquíssimas derrotas mas sempre me doando e fazendo o melhor para chegar até onde cheguei. Sou feliz, realizado e agradecido a tudo que o futebol me proporcionou até hoje”, escreveu o eterno camisa 2 antes de completar:

“Aos treinadores, atletas, funcionários de clubes, presidentes que estiveram nessa caminhada, muito obrigado porque cada um acrescentou no meu crescimento ao longo da minha carreira. Aos torcedores e fãs do meu trabalho, muito obrigado pelo carinho! A imprensa no geral, o meu respeito pois sempre me trataram com carinho e sempre souberam respeitar cada momento. Agora sigo um novo caminho na certeza que farei a diferença como fiz dentro das quatro linhas! Obrigado Deus por tudo que vivi nos gramados! 2021 promete muito”.


Saiba como se dar bem duplamente com vitórias do Flamengo!


Flamenguista assumido, Léo Moura fez história com a camisa rubro-negra. O agora ex-lateral direito chegou ao Clube da Gávea em 2005 e foi titular absoluto da posição durante mais de dez anos. Neste período, além da idolatria da torcida, conquistou cinco Estaduais, duas Copas do Brasil (2006 e 2013) e um Campeonato Brasileiro (2009).

Além do Flamengo, o camisa 2 também defendeu as cores de outros clubes importantes do futebol brasileiro, como Botafogo, Fluminense, Vasco, Palmeiras, São Paulo, Grêmio e Santa Cruz. O último time que defendeu foi o Botafogo-PB.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Triste, merecia uma despedida de respeito pelo Flamengo. Essa direção (de b****) deveria ter feito um contrato nos mesmos moldes do Júlio César, para o Léo Moura jogar o Campeonato Estadual e encerrar a carreira com um título e uma despedida. Mas infelizmente, os “nossos” dirigentes têm a mente do tamanho de uma ameba e não sabem aproveitar as oportunidades que aparecem…