Arnaldo Cezar Coelho relembra polêmico Flamengo x Atlético-MG: “Os jogadores não queriam jogar”

FOTO: REPRODUÇÃO / INTERNET

O Flamengo é bicampeão da Copa Conmebol Libertadores. Recentemente, em 2019, o Rubro-Negro levantou o seu segundo troféu da competição sul-americana. Porém, o primeiro, em 1981, ainda dá o que falar. Flamenguista assumido, Arnaldo Cezar Coelho foi o responsável por comentar sobre o assunto.

 

 

O ex-árbitro participou do quadro Sincerão, do Uol Esporte, e foi questionado sobre qual jogo mais o irritou. Por incrível que pareça, ele não apontou uma partida na qual esteve em campo, mas sim em que era torcedor. José Roberto Wright foi o juiz de Flamengo x Atlético-MG, pela Libertadores da América de 1981. Arnaldo alertou para o fato de os atletas do clube mineiro não terem entrado na partida com o intuito de jogar, por isso foram expulsos.


Quem será o próximo a perder para o Mengão? Saiba como lucrar com previsões esportivas!


O jogo que mais me irritou foi Atlético-MG x Flamengo, que o José Roberto Wright apitou e expulsou meio time do Atlético-MG. Eu fiquei com raiva porque os jogadores não queriam jogar, e eu sentia que o jogo ia acabar a qualquer momento quando ele começasse a expulsar os jogadores do Atlético-MG -, disse Arnaldo, antes de prosseguir:

Por falta de sorte, ele expulsou o jogador mais disciplinado, que era o Reinaldo. O Wright tinha falado que quem fizesse uma falta mais dura seria expulso, e justamente o Reinaldo, que nunca fez falta na vida, foi expulso por causa de uma. Aí, o Atlético-MG perdeu a cabeça, e eu fiquei com muita raiva, porque era tudo para ser um jogão de duas equipes -, completou.

Após tumulto generalizado, José Roberto Wright expulsou cinco jogadores do Atlético-MG. Com isso, a partida não pôde ter continuidade, e o Flamengo passou para a fase final da competição. O duelo entre as equipes foi pelo jogo de desempate da primeira fase, pois só podia passar um time por grupo, e os clubes estavam empatados na ocasião.

Veja também

Participe da conversa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Jogador faz de tudo pra criar tumulto, desafia o árbitro e depois reclama de “injustiça” …rs. Se o árbitro fosse o Arnaldo, iam dizer que era porque ele é rubronegro. Como foi o Wright, que torce pro Fluminense, a “narrativa” teve que ser outra. Virou porque ele “era do Rio”….rs O engraçado é que, desde 2019, a CBF coloca VAR de São Paulo quando o Flamengo joga contra times paulistas. Colocar árbitro de campo paulista pra apitar jogo contra times de SP daria muito na vista, então colocam no VAR… mas isso pode né? Alegam que são “os melhores árbitros do Brasil”, mas em 1981 os “melhores do Brasil” eram justamente Arnaldo e Wright…rs. Querem é reclamar. Que continuem na fila por MUUUUUIIIITTTTOOO tempo, e que se explodam com a dívida de 1 BILHÃO.